Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Mailson Santana/Fluminense
Mailson Santana/Fluminense

Com atenções divididas, Flu pega o Athletico-PR para derrubar tabu em Curitiba

Time não ganha no estádio do time paranaense desde 2015; na época do último triunfo, o piso ainda era natural

Redação, Estadão Conteúdo

22 de agosto de 2020 | 10h02

O Fluminense entra em campo neste sábado, às 16 horas, com a missão de encerrar um jejum de vitórias contra o Athletico-PR na Arena da Baixada que já dura cinco anos. O time carioca nunca venceu o rival paranaense desde que o gramado sintético foi instalado no estádio. O duelo abre a quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

O time não ganha no estádio do Athletico desde 2015. Na época do último triunfo, o piso ainda era natural. Em 2016, a arena passou por reforma e ganhou um gramado sintético. De lá para cá, foram quatro jogos pelo Brasileirão, todos vencidos pela equipe de Curitiba.

Depois de vencer o Internacional, o time tricolor voltou a oscilar e sofreu a segunda derrota na competição ao levar 2 a 1 do Red Bull Bragantino na última rodada. A equipe soma quatro pontos em cinco jogos e aparece apenas na 14ª colocação na tabela de classificação.

Escritas à parte, o técnico Odair Hellmann tem uma preocupação mais recente: o fato de a sua equipe ter saído atrás no placar nas quatro partidas do campeonato até aqui. E em só uma, diante do Inter, o time conseguiu a virada. Nas outras três, dois reveses e um empate. No último confronto em Bragança, os cariocas levaram um gol no primeiro minuto de jogo.

Mesmo com um tabu para derrubar, os resultados ruins recentes e a necessidade de evolução, Odair deve preservar alguns titulares e mandar a campo uma escalação com mudanças em razão da proximidade com a partida contra o Figueirense, marcada para a próxima terça-feira, às 21h30, no Maracanã, pela terceira fase da Copa do Brasil. Na ida, em Florianópolis, o time carioca perdeu por 1 a 0, e precisa vencer por dois gols de diferença para avançar. Se devolver o 1 a 0, a decisão será nos pênaltis. No entanto, a tendência é de que não haja tantas alterações, haja visto o momento irregular dos cariocas no Brasileiro.

Um dos que pode ganhar uma oportunidade entre os titulares é Paulo Henrique Ganso. O meio-campista, contratado em 2019, e recebido com empolgação pela torcida, teve um começo positivo, mas perdeu espaço e neste ano não tem apresentado um bom futebol, tanto que não ainda balançou as redes e nem deu uma assistência sequer para gol.

O Fluminense está desde quinta-feira em Curitiba. A delegação chegou na capital paranaense no início da noite, vindo direto de São Paulo, para onde foi depois de perder para o Red Bull Bragantino no interior paulista.

E os jogadores e comissão técnica retornam ao Rio logo depois do jogo contra o Athletico-PR. Para haver mais tempo para a preparação, a diretoria decidiu fretar um voo. Assim, os atletas terão mais tempo de descanso e dois dias de treinos disponíveis para o duelo da Copa do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.