Mauro Pimentel/AFP
Mauro Pimentel/AFP

Com auxílio de andador, Pelé é apresentado como embaixador do Carioca

'Deus me deu uma chuteira nova, por que eu não vou mostrar?', brincou o ex-jogador sobre o aparelho para ajudá-lo na locomoção

Marcio Dolzan, Estadão Conteúdo

15 Janeiro 2018 | 15h10

O início de temporada morno no futebol carioca ganhou um destaque nesta segunda-feira. Maior jogador de todos os tempos, Pelé foi o protagonista do evento de lançamento do Campeonato Carioca, que começa nesta terça-feira. O Atleta do Século foi anunciado como "embaixador" da competição.

+ Conselho de Medicina de SP arquiva investigação sobre cirurgia de Pelé

Utilizando um andador para ajudar na locomoção, Pelé participou da cerimônia de lançamento organizada pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca. Demonstrando bom humor, ele brincou sobre o uso do novo acessório - no sorteio dos grupos da Copa do Mundo, o ex-jogador apareceu em uma cadeira de rodas.

"Eu conversava com meu assessor, Pepito, e os patrocinadores. Eles disseram: 'Você vai entrar com andador ou companheiro?'. Eu brinquei: 'pela primeira vez, Deus me deu uma chuteira nova, por que eu não vou mostrar?'", comentou Pelé.

O Atleta do Século agradeceu pelo apoio que tem recebido. "Quero agradecer de coração, primeiro a Deus, pois recebi muitas mensagens de boa recuperação do mundo inteiro", disse. "Depois que eu parei estou pagando tudo, mas graças a Deus estou aqui. Muitos não sabem da minha alegria de estar com saúde para esse evento."

Pelé também destacou que foi no Rio de Janeiro que ele surgiu para o futebol. "Pouca gente sabe que a culpa de toda a minha carreira - embora eu passasse o tempo como profissional do Santos Futebol Clube -, o início da minha carreira, com 15 anos, foi aqui no Vasco. Foi num combinado Santos e Vasco, e eu vim para fazer parte da equipe", recordou. "Nessa época teve uma convocação para a Copa Roca. Fui convocado pela primeira vez, e o Brasil foi campeão. Fico feliz por estar aqui no Rio de Janeiro, onde tudo começou."

Mais conteúdo sobre:
Pelé [Edson Arantes do Nascimento]

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.