Divulgação
Divulgação

Com aval da PM, Portuguesa obtém liberação do Canindé

Paulistas podem voltar a atuar no estádio pela Série C

Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2015 | 18h57

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) encerrou as especulações sobre a interdição do Canindé. A entidade confirmou os dois últimos jogos da Portuguesa em casa, no Grupo B na Série C do Campeonato Brasileiro, para o local. No dia 7 de setembro, recebe o Juventude e, no dia 27 de setembro, o Tombense.

O laudo técnico de segurança do Canindé havia expirado no último dia 21. O presidente da Lusa, Jorge Manuel Gonçalves, contudo, apresentou um documento se comprometendo a realizar as reformas exigidas pela Polícia Militar de São Paulo.

Diante do documento apresentado, o comandante do Segundo Batalhão de Policia de Choque, José Balestiero Filho, decidiu prorrogar o laudo expirado por mais 60 dias. Ficou a "previsão de vencimento em 20 de outubro de 2015, onde (sic) será realizada nova vistoria", destaca o documento.

Com o Canindé liberado até, pelo menos, o final da primeira fase, a Portuguesa foca suas atenções para o próximo duelo contra o Tupi, neste sábado, às 19 horas, em Juiz de Fora. O atacante Hugo está confirmado para o jogo. Na súmula da vitória sobre o Guaratinguetá, ele havia sido punido com um cartão amarelo, que seria o terceiro. O departamento jurídico, contudo, conseguiu a anulação e o jogador está liberado.

O confronto contra o Tupi é encarado como uma decisão. Afinal, os dois times são concorrentes na briga pelo G4 do Grupo B. A Lusa ocupa a quarta colocação, com 21 pontos, enquanto os mineiros estão na vice-liderança, com 24 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaPMCanindéCBF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.