Gustavo Mansur/Divulgação
Gustavo Mansur/Divulgação

Com aval do governo, Campeonato Gaúcho recomeçará em 23 de julho

Competição recebe autorização para ser reiniciada, mas com cuidados como testagem em massa e portões fechados

Redação, Estadão Conteúdo

09 de julho de 2020 | 20h32

Paralisado desde 15 de março, o Campeonato Gaúcho tem data para recomeçar. Nesta quinta-feira, após reunião com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) anunciou que o torneio estadual será retomado em 23 de julho, dentro de duas semanas.

Além disso, ficou definido que os treinos com contato físico poderão começar a ser realizados na próxima segunda-feira, desde que exista o aval das prefeituras. Isso, inclusive, deverá levar o Grêmio a desistir de deixar Porto Alegre para realizar seus treinamentos em Criciúma.

Nesta quinta, Leite se encontrou com o presidente da FGF, Luciano Hocsman para definir o retorno do Estadual. Antes, havia comunicado a aprovação do protocolo de retorno e conclusão do Campeonato Gaúcho.

As medidas incluem a redução de profissionais envolvidos nos jogos, assim como das sedes a serem utilizadas, realização dos jogos com portões fechados, testagem de todos os envolvidos e orientações que vão desde a concentração dos atletas até as entrevistas após os confrontos.

O Campeonato Gaúcho foi paralisado a três rodadas do fim do segundo turno, que será seguida por semifinal e final. Se o campeão não for o Caxias, que faturou o primeiro turno, o torneio terá uma decisão.

Em sua volta, o torneio terá os confrontos Juventude x Caxias, Internacional x Grêmio, Pelotas x Brasil de Pelotas, Ypiranga x Esportivo, São Luiz x São José e Novo Hamburgo x Aimoré.

A data de volta do Gaúcho é próxima da de outros torneios estaduais, pois o Paulistão retornará no dia 22 e o Campeonato Mineiro vai recomeçar no dia 26. O Catarinense foi retomado na última quarta-feira e o Carioca terá a decisão disputada no domingo e na próxima quarta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.