Com baixas no setor defensivo, Grêmio enfrenta o forte ataque do Sport

Com quatro desfalques no setor defensivo, o Grêmio recebe o Sport, o segundo melhor ataque do Campeonato Brasileiro com 25 gols marcados, neste sábado, às 19h30, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, pela 15.ª rodada da competição.

Estadão Conteúdo

25 de julho de 2015 | 07h25

O técnico Roger Machado não contará com o goleiro Marcelo Grohe e o zagueiro Pedro Geromel, suspensos. Também não terá o lateral-esquerdo Marcelo Oliveira, que se recupera de lesão. Durante a semana, perdeu o zagueiro e capitão Rhodolfo, negociado com o Besiktas, da Turquia. Enquanto isso, o time pernambucano vem com sua força máxima no ataque. Diego Souza, Marlone, Élber e André estão à disposição do treinador Eduardo Baptista e devem começar entre os titulares neste sábado.

Apesar das baixas, o técnico gremista tratou de minimizar o problema e deu moral aos outros jogadores do elenco. "Não tenho desfalques. Não tenho o Marcelo Oliveira, mas tenho o Marcelo Hermes. Não tenho o Marcelo Grohe, mas tenho o Tiago. Não tenho o Geromel, mas tenho o Rafael Thyere. Tenho plena confiança que a gente entrará com a mesma disposição e organização para fazer um grande jogo e superar um adversário muito difícil. O Sport faz uma grande campanha, mas dentro da nossa casa esperamos fazer um grande jogo e superá-los", comentou.

O Grêmio deixou o G4 na última rodada ao perder para o Flamengo por 1 a 0 - é o atual quinto colocado, com 26 pontos. Quem roubou sua vaga no grupo dos que vão à Libertadores foi justamente o Sport, que ocupa a quarta colocação com 27.

"O Sport tem uma equipe compacta, muito organizada. Tem princípios de jogo muito bem estabelecidos. Eles atacam em velocidade, têm uma bola parada forte. A equipe ainda confiante em função da campanha que vem fazendo. Queremos que nosso torcedor venha ao estádio e nos ajude porque vai ser bem difícil", comentou Roger Machado.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoGrêmioSport

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.