Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Com Bernard expulso, Atlético-MG cai no Independência

Meia deixa o jogo em possível despedida, e clube mineiro perde invencibilidade diante do Atético-PR

MARCELO PORTELA, Agência Estado

31 de julho de 2013 | 21h46

BELO HORIZONTE - O Atlético-MG teve uma noite melancólica nesta quarta-feira. Na partida que deve marcar a despedida de Bernard do time, o campeão da Libertadores perdeu a invencibilidade de 38 jogos e quase dois anos no estádio Independência, em Belo Horizonte, ao ser derrotado por 2 a 1 pelo Atlético-PR.

Com o título da Copa Libertadores debaixo do braço, o time mineiro ainda não conseguiu engrenar no Campeonato Brasileiro e viu, no final, o xará do Paraná virar a partida da 10ª rodada do Brasileirão, após o próprio Bernard marcar o único gol alvinegro e ser expulso por tirar a camisa. O resultado deixou o Atlético-PR com 13 pontos, enquanto a equipe mineira permaneceu com dez e entrou na zona de rebaixamento do Brasileirão.

O JOGO

Assim que o árbitro iniciou a partida, os times deram impressão de que apresentariam um belo espetáculo. Logo no início, a torcida alvinegra ficou empolgada após Bernard fazer bela jogada pelo meio e encontrar Tardelli, que fez cruzamento perfeito para Josué, mas a bola foi para fora. Os donos da casa pareciam empolgados com o retorno ao Independência e o mesmo Bernard , ainda no início do primeiro tempo, levou perigo mais uma vez ao adversário ao lançar na área, obrigando Weverton a sair do gol e ceder escanteio.

Enquanto o Atlético-MG abusava das bolas aéreas e longos lançamentos, os visitantes apostavam nos contra-ataques, principalmente com Marcelo. Nos dois lados do campo, os jogadores ainda disputaram muito a bola na primeira etapa. Mas o que se viu no gramado foi a qualidade do futebol ir embora junto com os minutos cronometrados pelo árbitro e o primeiro tempo terminou sem animar nenhuma das duas torcidas. Um dos raros lances empolgantes foi a bomba que Elias disparou de longe e que fez Victor se esticar todo para impedir o gol adversário.

Os mineiros voltaram para a segunda etapa mostrando disposição de mudar o cenário dos primeiros 45 minutos. E a torcida acreditou que veria outro jogo assim que a bola rolou e Michel, aproveitando sobra na área do Atlético-PR, encheu o pé para fora. Logo depois, foi a vez de Alecsandro mandar por cima do gol de Weverton.

Os visitantes pareciam achar o empate sem gols um bom resultado e as poucas jogadas que criaram no primeiro tempo praticamente desapareceram na etapa final. O Atlético-MG passou a ter mais facilidade para controlar a partida, mas, mesmo assim, não conseguia levar perigo real ao gol adversário.

Isso até os 35 minutos, quando Neto Berola lançou uma bola rasteira na área e Luiz Alberto não conseguiu afastar. Bernard pegou de primeira e estufou a rede. O meia, que já estava amarelado, foi expulso por comemorar sem camisa.

E o Atlético-PR, que parecia já derrotado, acordou e aproveitou a vantagem numérica. Cinco minutos depois de levar o gol, Everton aproveitou bobeada da defesa alvinegra e mandou por baixo de Victor após receber na área. Mais dois minutos e foi a vez de Éderson se antecipar à marcação dos anfitriões e virar o jogo. Aos 48 minutos, Diego Tardelli ainda marcou em cobrança de falta, mas o gol foi anulado porque o árbitro não havia autorizado a cobrança.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 1 X 2 ATLÉTICO-PR

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Júnior César; Pierre (Michel), Josué, Bernard, Diego Tardelli e Luan (Neto Berola); Jô (Alecsandro). Técnico - Cuca.

ATLÉTICO-PR - Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Bruno Silva (Zezinho), Juninho, Elias (Felipe) e Everton; Marcelo e Dellatorre (Éderson). Técnico: Vagner - Mancini.

GOLS - Bernard, aos 35, Everton, aos 40, e Éderson, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Paulo César de Oliveira (Fifa/SP)

CARTÕES AMARELOS - Leonardo Silva (Atlético-MG); Bruno Silva (Atlético-PR).

CARTÃO VERMELHO - Bernard (Atlético-MG).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.