Rubens Chiri/SPFCnet
Rubens Chiri/SPFCnet

Com 'boa evolução', Muricy tem alta prevista para o início da semana

Técnico do São Paulo está se recuperando de uma diverticulite, inflamação da parede do intestino grosso, no Hospital São Luiz

Estadão Conteúdo

25 de janeiro de 2015 | 18h49

No mesmo dia em que o São Paulo encarou o Flamengo na Arena Amazônia, em torneio amistoso realizado em Manaus, o técnico Muricy Ramalho voltou a evoluir em seu processo recuperação de uma diverticulite (inflamação na parede do intestino grosso). Boletim médico divulgado na tarde deste domingo pelo Hospital São Luiz confirmou que o treinador, internado desde a última quinta-feira, passou a ganhar previsão de alta "para o início da semana".

"O Hospital São Luiz Morumbi informa que o técnico do São Paulo Futebol Clube, Muricy Ramalho, continua internado e está sob os cuidados do médico-cirurgião Alexander Morrel. O paciente apresenta boa evolução e passa bem. A previsão de alta é para o início da semana", informou o boletim.

Internado desde a última quinta, Muricy seguia sem previsão de alta até o último sábado, quando um outro boletim avisou que ele estava "evoluindo clinicamente bem e dentro da normalidade". Ele deu entrada no hospital na capital paulista após sentir dores no abdômen e exames apontarem a inflamação no intestino grosso.

O comandante são-paulino já sofre com esse problema há algum tempo. Em 2013, quando ainda dirigia o Santos, ele já havia sido diagnosticado com diverticulite, doença na qual o paciente tem muitas dores na barriga e torna extremamente dolorosos atos como ingerir líquidos ou comer.

"Falei com Muricy e ele está bem. Terá alta amanhã (segunda-feira) e já voltará a trabalhar. Tenho certeza que o Muricy poderá seguir trabalhando. Se precisar se ausentar alguma vez do comando, o nosso plano B é o (auxiliar) Milton Cruz", afirmou o vice-presidente de futebol do São Paulo, Ataíde Gil Guerreiro.

Por causa de sua internação, Muricy não pôde dirigir o São Paulo contra o Vasco, na última sexta-feira, em Manaus, assim como no confronto deste domingo contra o Flamengo. Sem poder contar com o treinador, o São Paulo foi comandado pelo auxiliar Milton Cruz nestas partidas. A expectativa, porém, é a de que o técnico já esteja liberado para a estreia no Campeonato Paulista, no dia 1.º de fevereiro, contra a Penapolense, em Penápolis.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCMuricy Ramalho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.