Com boa movimentação, William se destaca em coletivo

Meia atua no time titular durante parte da atividade e tem desempenho melhor que Oscar, seu companheiro no Chelsea

Robson Morelli - Enviado especial, O Estado de S. Paulo

31 de maio de 2014 | 13h09

TERESÓPOLIS - Willian começa a fazer Felipão pensar. O jogador do Chelsea, reserva imediato de Oscar e que tem Ronaldinho Gaúcho como inspiração, fez um bom coletivo na manhã ensolarada deste sábado em Teresópolis, primeiramente no time reserva e depois na vaga de Hulk. Willian tem se destacado pela movimentação e rapidez nas jogadas, ora aparecendo pelas pontas, ora penetrando pelo meio. Sempre perigoso e insinuante. Embora Oscar tenha feito o primeiro gol do coletivo vencido pelos titulares por 2 a 0, Willian foi bem mais participativo que ele no teste.

Felipão percebeu isso e tratou de vê-lo em ação na formação principal, ao lado de Oscar, na segunda parte do trabalho com bola. Com essa mudança, a seleção fortalece o meio de campo, o setor de inteligência do time, em detrimento de uma opção de ataque pelas beiradas, com Hulk, que também obedece bem as recomendações táticas e ajuda na marcação, como pede e gosta o treinador.

Willian come pelas beiradas. Ele precisou de três partidas para convencer Felipão de que deveria estar no grupo para a Copa do Mundo. Ficou com a vaga de Lucas. "A seleção está bem servida de grandes jogadores. O grupo é forte. Vou fazer o meu trabalho da melhor forma possível, com vontade e humildade, combinação que considero essencial para conquistar meu espaço."

Willian é um cara na dele, sem grandes gestos e também sem desperdiçar palavras. Disse que foi jogar na Ucrânia porque a proposta era boa, mas nunca foi o seu sonho. No Chelsea, da Inglaterra, ganhou vitrine e começou a ser observado com mais carinho. Tanto foi que veio parar na seleção. Ele também é bastante econômico para definir seu futebol, mas se conseguir fazer o que diz, o Brasil estará bem serviço se ele entrar. "Posso criar jogadas, driblar, arrancar e chutar para o gol."

Willian citou grandes jogadores que o inspiram em campo, como Iniesta, Cristiano Ronaldo, Neymar, mas se rende mesmo ao talento de Ronaldinho Gaúcho. "Vejo os vídeos de suas jogadas para ver como ele faz e repetir", disse. Por enquanto, nessa primeira semana na Granja Comary, Willian já mostrou à comissão técnica seu cartão de visita. Ele pode ajudar. Felipão, no entanto, só mudará a formação da estreia do dia 12, contra a Croácia, em São Paulo, caso alguns de seus titulares não tenham condições físicas de atuar. Mas certamente Willian terá chances na seleção muito mais cedo do que todos esperam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.