Alexandre Vidal/Flamengo e Rafael Ribeiro/Vasco
Alexandre Vidal/Flamengo e Rafael Ribeiro/Vasco

Com boa vantagem, Fla tenta confirmar título e Vasco mira taça para sair da crise

Rubro-negro venceu o jogo de ida da final do Carioca por 2 a 0 no último fim de semana

Marcio Dolzan / RIO, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2019 | 04h30

Com uma vantagem considerável construída no jogo de ida, o Flamengo enfrenta o Vasco no Maracanã neste domingo, às 16 horas, pensando no título do Campeonato Carioca e também no próximo jogo da Libertadores, no meio de semana. Podendo perder por um gol de diferença, o técnico Abel Braga cogita até mesmo poupar jogadores no clássico. Do outro lado, Alberto Valentim terá de escalar um time pressionado pela necessidade de gols, e que vem de duas derrotas com exibições ruins.

O Vasco perdeu a ida por 2 a 0 e foi superado pelo Santos na Copa do Brasil três dias depois, o que fez parte de sua torcida ficar na bronca. Apesar disso, o discurso na equipe é de otimismo. "Estamos vindo de dois resultados negativos e nada melhor do que um jogo contra o nosso maior rival para dar a volta por cima", disse o zagueiro Werley. "É um jogo importante, uma decisão, e lutamos muito para estar aqui. Sabemos que a vantagem do Flamengo é considerável, mas temos mais 90 minutos para fazer tudo diferente."

O time vascaíno terá a volta do goleiro Fernando Miguel, e espera poder contar também com o retorno do atacante Rossi, que estava lesionado.

No Flamengo, Abel Braga cogita deixar o atacante Gabriel e o meia Everton Ribeiro no banco. A intenção é preservar os dois fisicamente para o duelo de quarta-feira diante da LDU, fora de casa, pela Libertadores. Caso opte por deixá-los entre os reservas, Vitinho e Uribe deverão ir para a partida.

O lateral Renê, contudo, nega que a equipe esteja já de olho com os equatorianos. "Sabemos que temos um jogo importante na quarta (diante da LDU), mas temos que tratar jogo a jogo. Domingo é uma final contra nosso maior rival. Depois da decisão que o Abel vai falar conosco sobre o jogo contra LDU."

Para ele, a equipe precisará repetir a atuação do primeiro jogo para ficar com o título. "Conseguimos uma boa vantagem, mas se não entrarmos ligados, a situação pode se inverter", ponderou. "Acho que a estratégia é repetir o que fizemos no primeiro jogo, ir em busca da vitória desde o primeiro minuto. Com a mesma determinação, vamos fazer um grande jogo."

O Flamengo será campeão neste domingo se vencer, empatar ou até mesmo perder, desde que por apenas um gol de diferença. O Vasco, por sua vez, precisará ganhar por três gols no tempo regulamentar para ficar com o título. Caso supere o rival por dois, a decisão do título ocorrerá na disputa por pênaltis. Não há gol qualificado fora de casa (com maior peso para efeito de desempate em caso de igualdade no saldo).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.