David Oliveira/Guarani e Divulgação/Ponte Preta
David Oliveira/Guarani e Divulgação/Ponte Preta

Com Campinas na 'fase vermelha' para covid-19, Guarani e Ponte buscam 'nova casa'

Canindé, estádio da Portuguesa, pode ser uma das opções

Redação, Estadão Conteúdo

16 de julho de 2020 | 12h16

Com a cidade de Campinas na "Fase Vermelha" do Plano São Paulo, Guarani e Ponte Preta trabalham com um "plano B" como sede neste reinício de Campeonato Paulista, marcado para o próximo 22. No entanto, ambos ainda aguardando uma posição do prefeito Jonas Donizete sobre a possibilidade de atuar dentro de seus respectivos estádios. O estádio do Canindé, casa da Portuguesa, pode ser uma das opções, como o Estadão antecipou no último dia 6.

Na expectativa de poder atuar no Brinco de Ouro da Princesa, o Guarani já acertou com a diretoria do Santos para mandar o duelo contra o São Paulo, pela última rodada da primeira fase do Paulistão, na Vila Belmiro. O desejo já foi manifestado à Federação Paulista de Futebol, que deverá divulgar nas próximas horas, datas, horários e locais das rodadas que restam.

Antes do duelo contra o São Paulo, porém, o Guarani fará o duelo contra o Botafogo, longe de seus domínios. A equipe é a vice-líder do Grupo D, com 16 pontos, contra 17 do Red Bull Bragantino. Corinthians e Ferroviária somam 11.

A Ponte Preta, por outro lado, trabalha com a possibilidade de atuar na Arena Barueri caso não possa jogar no Moisés Lucarelli. O time alvinegro terá pela frente o Novorizontino, clube que ainda luta pela classificação, e fechará a primeira fase contra o Mirassol, fora de casa.

A equipe campineira precisará vencer seus dois jogos para tentar se salvar do rebaixamento. A Ponte Preta é a lanterna do Paulistão, com sete pontos. Também na zona da degola, o Botafogo soma oito. O primeiro fora do descenso é o Água Santa, com 10.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.