Fluminense FC/Mailson Santana
Fluminense FC/Mailson Santana

Fluminense sofre com campo encharcado e perde para o Juventude com um gol contra

Equipe da casa consegue alcançar a primeira vitória como mandante no Brasileirão e sobe na tabela

Redação, Estadão Conteúdo

05 de junho de 2022 | 14h48

Com forte chuva em Caxias do Sul (RS) e gramado muito pesado, o Juventude conquistou sua primeira vitória em sua casa, o estádio Alfredo Jaconi, neste Brasileirão. Na manhã deste domingo, superou o Fluminense por 1 a 0, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O único gol da partida foi marcado por Luccas Claro, contra, ao tentar tirar a bola em cima da linha. Um lance bizarro, mas compreensível pelo campo repleto de poças d'água e com a bola rolando com dificuldade.

Antes dessa vitória, o Juventude tinha dois empates e duas derrotas como mandante. O resultado leva o time a dez pontos, momentaneamente fora da zona de rebaixamento, em 16º lugar. O Fluminense conhece sua quarta derrota e segue com 11 pontos, em 11º lugar, mas pode perder posições até o fim da rodada.

A condição do gramado mudou completamente a partida e prejudicou principalmente o Fluminense, que gosta de ter a posse de bola. No intervalo, Paulo Henrique Ganso fez duras críticas à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e avaliou que o jogo não tinha condições de ocorrer. Com chuva antes e durante o jogo, o gramado atrapalhou muito a qualidade do primeiro tempo. Com isso, os times tiveram muita dificuldade para trocar passes, já que a bola diversas vezes parava em poças. Isso os forçou a optarem por lançamentos e chutes de fora da área.

O Juventude foi o que melhor soube entender essa condição e arriscou com chute de Jean e cabeçada de Willian Matheus. Até que, aos 31 minutos, o placar foi inaugurado. Vitor Gabriel chutou de fora da área, a bola desviou e ficou com Pitta, dentro da área. Após dividida com o goleiro Fábio, ele finalizou. Luccas Claro, em cima da linha, não tirou bem e fez gol contra.

Apesar de a chuva parar na volta para o segundo tempo, o gramado não melhorou quase nada e a partida seguiu com o mesmo cenário. O Fluminense teve boa chance em bola aérea, em que Manoel cabeceou e exigiu grande defesa do goleiro César.

O Juventude também assustou do mesmo jeito, com cabeça de Vitor Gabriel, mas Fábio defendeu. O jogador ainda teve chance no final, saindo na cara do gol, mas chutou em cima de Fábio. Apesar da insistência dos dois times, o placar não se alterou mais. Pela 11ª rodada, os dois times voltam a jogar no meio de semana. O Juventude vai enfrentar o Athletico-PR, quarta-feira, às 19 horas, de novo em Caxias do Sul. Na mesma noite, o Fluminense vai receber o Atlético-MG, no Rio de Janeiro, às 21h30.

FICHA TÉCNICA:

JUVENTUDE 1 x 0 FLUMINENSE

JUVENTUDE - César; Rodrigo Soares (Ricardo Bueno), Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Jean, Jadson, Paulo Henrique (Thalisson Kelven) e Chico (Paulinho Moccelin); Pitta (Moraes) e Vitor Gabriel. Técnico: Eduardo Baptista.

FLUMINENSE - Fábio; Samuel Xavier (Yago Felipe), Luccas Claro, Manoel e Caio Paulista (Cris Silva); André, Wellington (Felipe Melo) e Ganso (John Kennedy); Willian (Matheus Martins), Cano e Luiz Henrique. Técnico: Fernando Diniz.

GOL - Luccas Claro (contra), aos 31 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Rodrigo Soares, William Matheus e Thalisson Kelven (Juventude); Manoel, Felipe Melo, John Kennedy e Ganso (Fluminense).

ÁRBITRO - Jefferson Ferreira de Moraes (GO).

RENDA - R$ 31.845,00.

PÚBLICO - 2.573 pagantes.

LOCAL - Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.