Com casa cheia, Corinthians decide futuro na Libertadores

O Corinthians joga seu destino na Libertadores nesta quarta-feira, às 21h45, contra o Deportivo Cali, num Pacaembu lotado: cerca de 33 mil ingressos foram vendidos até a última segunda-feira.A empolgação da torcida, que sonha com a conquista da Libertadores, se justifica pela posição bastante confortável da equipe no Grupo 4: basta um empate diante do lanterna da chave, que só conquistou um ponto até agora, para assegurar a classificação para as oitavas-de-final.Já o primeiro lugar do grupo, que garante o direito de decidir em casa o primeiro confronto de mata-mata - que, nesse caso, poderia até ser contra o arqui-rival Palmeiras -, não depende apenas das próprias forças. Com 10 pontos e um gol de saldo, o Corinthians tem de superar em pontos, ou em saldo, a Universidad Católica, que também tem 10 pontos e visita o Tigres na Cidade do México, no mesmo horário.A vantagem corintiana é que o Tigres, com 7 pontos, ainda sonha com uma vaga - basta, para isso, uma vitória simples sobre os chilenos. Nesse caso, porém, o Corinthians pode até ser eliminado, se perder no Pacaembu e o Tigres vencer por pequena diferença no México.Alheio à matemática, o técnico Ademar Braga promete mandar o time para a frente, em busca da vitória. Ele confirmou a volta do meia Carlos Alberto, recuperado de contusão, no lugar de Roger. Para o lugar de Gustavo Nery e Wendel, expulsos contra a Universidad Católica, devem ser escalados Rubens Júnior e Marcus Vinícius, respectivamente.Goiás vai para o ataqueOutro brasileiro que se despede da fase de grupos na Libertadores nesta quarta-feira é o Goiás, que recebe o Unión Española, às 19h30, no Serra Dourada. O time tem 10 pontos e fica com o primeiro lugar do Grupo 3 mesmo que seja derrotado por até três gols de diferença.A novidade pode ser o meia Romerito, que ficou quase um mês sem jogar por causa de uma contusão, mas ainda é o artilheiro da equipe na competição, com quatro gols. Serve como reforço para um ataque que anda em má fase: o Goiás marcou apenas um gol nos últimos seis jogos.O Unión Española também joga seu destino na partida, pois, com sete pontos, tem de vencer para se classificar sem depender de outros resultados. Com um tropeço em Goiânia, ele só se classifica se houver empate Newell´s Old Boys (5 pontos) e The Strongest (6), no mesmo horário, em Rosario. Já o vencedor desse duelo se classifica com um empate em Goiânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.