Divulgação
Divulgação

Com chuva de gols, Inter vence o Vasco por 5 a 3

Enfrentando uma forte neblina, time dirigido por Dunga não teve dificuldades para superar cariocas

ELDER OGLIARI, Agência Estado

07 de julho de 2013 | 18h25

CAXIAS - O Internacional venceu o Vasco da Gama por 5 a 3 neste domingo, em Caxias do Sul, em jogo disputado sob condições climáticas adversas, como chuva, neblina e frio. O clube gaúcho dominou o jogo, esteve sempre na frente no placar e conquistou o placar com naturalidade. A partida foi válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado levou o Inter aos nove pontos, na sexta colocação da tabela. Na próxima rodada, a equipe gaúcha terá pela frente o Fluminense, sábado que vem, no Moacyrzão, mas antes entra em campo na quarta-feira, novamente no Centenário, para pegar o América-MG pela Copa do Brasil. Já o Vasco, 13.º, com sete pontos, volta a campo no domingo que vem, quando disputa clássico com o Flamengo em Brasília.

A vantagem colorada neste domingo começou a ser construída aos 16 minutos do primeiro tempo. Depois de jogada coletiva pelo lado esquerdo do campo, Fabrício cruzou para a área e Nei, ex-jogador do Internacional, na tentativa de afastar a bola para escanteio, marcou contra, de cabeça.

Aos 38 minutos, Diego Forlán aproveitou um rebote da zaga e ampliou. O uruguaio acertou lindo chute de fora da área, no ângulo de Michel Alves. O Vasco, então, foi para cima e descontou aos 45 minutos, quando André aproveitou sobra de uma jogada confusa na área colorada e empurrou a bola para as redes de Muriel.

A expectativa de reação do time carioca foi esfriada logo no início do segundo tempo. Aos dez minutos, após cruzamento de Gabriel, Índio aproveitou rebote de bola que ele mesmo havia cabeceado e marcou o terceiro do Internacional. O Vasco da Gama chegou a se aproximar de novo no placar com seu segundo gol, marcado aos 18 minutos, em jogada individual de Rafael Vaz, que chutou de longe e venceu o goleiro colorado.

Mas a ilusão dos visitantes durou pouco. Aos 27, Kleber cruzou e Rafael Moura ampliou para 4 a 2. Para não deixar mais dúvidas, aos 30 minutos foi a vez de D''Alessandro aproveitar passe de Fabrício e marcar o quinto. Aos 39, Fellipe Bastos, em cobrança de falta, descontou de novo, mas a derrota já era inevitável.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL 5 X 3 VASCO

INTERNACIONAL - Muriel; Gabriel, Índio, Juan e Kleber (Jackson); Airton, Josimar, D''Alessandro e Fabrício; Diego Forlán (Dátolo) e Jorge Henrique (Rafael Moura). Técnico: Dunga.

VASCO - Michel Alves; Elsinho (Fellipe Bastos), Luan, Rafael Vaz e Nei; Sandro Silva, Abuda, Pedro Ken e Alisson; Edmilson (Tenório) e André. Técnico: Paulo Autuori.

GOLS - Nei (contra), aos 16, Forlan, aos 38, e André, aos 45 minutos do primeiro tempo. Índio, aos 10, Rafael Vaz, aos 18, Rafael Moura, aos 27, D''Alessandro, aos 30, e Fellipe Bastos, aos 39 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro (MG).

CARTÕES AMARELOS - Jackson e Alisson.

PÚBLICO - 3.549 torcedores (2.868 pagantes).

RENDA - R$ 76.895,00.

LOCAL - Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoInterVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.