Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Com contrato perto do fim, Nathan diz que quer permanecer no Atlético-MG

Jogador, que pertence ao Chelsea, tem vínculo de empréstimo somente até o próximo mês

Redação, Estadão Conteúdo

13 de maio de 2019 | 20h15

Recebendo boas chances no Atlético-MG nos últimos jogos, o meia Nathan revelou nesta segunda-feira que ainda não foi procurado pela diretoria do clube para acertar sua permanência no time. O jogador, que pertence ao Chelsea, tem vínculo de empréstimo somente até o próximo mês.

"Ainda não falaram sobre renovação. Meu contrato termina no mês que vem, e tem opção de compra", comentou o jogador, em entrevista coletiva nesta segunda. Ele afirmou que pretende seguir no clube brasileiro. "Quanto a isso, eu estou tranquilo. Até o último instante, vou ficar focado no Galo. Sei que, se for da vontade de Deus, eu ficarei. Eu gostaria de ficar também."

O jogador de 23 anos chegou ao clube mineiro em julho do ano passado. Mas ganhou poucas oportunidades. Foram apenas sete partidas em 2018. Nesta temporada, as chances aumentaram. Já são 13 jogos em campo neste ano.

Nathan acredita que sua versatilidade tem gerado o maior número de oportunidades. "Fico feliz pelas oportunidades. Meu pai brincou comigo que em um jogo eu joguei de volante, outro jogo de meia, outro jogo eu fui para a ponta. Fico feliz por ter essa facilidade", comentou.

As mudanças de posicionamento se deveram, principalmente, à regularidade de Cazares no meio-campo, o que reduziu as chances de Nathan no setor. "O Cazares já era o titular da posição, eu me dispus a jogar em outras posições, como já havia participado em outras posições quando jogava na Europa."

TREINO

Após sofrer sua primeira derrota no Brasileirão, para o Palmeiras, no domingo, o Atlético se apresentou nesta segunda já pensando na Copa do Brasil. Na quarta, vai enfrentar o Santos no jogo de ida das oitavas de final, no Independência, e Belo Horizonte.

Aqueles jogadores que foram titulares no fim de semana fizeram apenas trabalho regenerativo. Somente os reservas foram a campo. O técnico interino Rodrigo Santana escalou uma das equipes com: Cleiton; Patric, Leo Silva, Maidana e Hulk; Zé Welison; Bruninho, Jair, Cazares e Maicon Bolt; Alerrandro. O outro time teve Michael; Carlos César, Matheus Mancini, Neto e Renan Guedes; Lucas Cândido; Leandrinho, Nathan, Terans e Daniel Penha; Papagaio.

Tudo o que sabemos sobre:
Atlético Mineirofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.