Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Com Cuéllar na Copa América, Piris da Motta comemora sequência no Flamengo

Paraguaio, que já começou contra o Corinthians na quarta, deve ser titular contra Fluminense e CSA pelo Brasileirão

Redação, Estadão Conteúdo

07 de junho de 2019 | 15h01

O volante Piris da Motta está tendo uma chance de ouro para se firmar entre os titulares do Flamengo. Com o colombiano Cuéllar na seleção de seu país para a disputa da Copa América, o jogador paraguaio começou jogando contra o Corinthians, na última terça-feira, pela Copa do Brasil, e estará entre os 11 iniciais escalados pelo técnico interino Marcelo Salles nas partidas contra Fluminense, neste domingo, e CSA, na próxima quarta, pelo Campeonato Brasileiro.

Nesta sexta-feira, no CT Ninho do Urubu, na zona oeste do Rio de Janeiro, onde o elenco do Flamengo realizou mais um treinamento visando o clássico do final de semana, o volante comentou a importância do momento que vive, o início do trabalho com Marcelo Salles e, já visando o segundo semestre, projetou uma parceria com Cuéllar.

"Oportunidade muito importante para mim. É bom para pegar uma sequência e ritmo de jogo. Então, quero dar o meu melhor para poder jogar ao lado dele (Cuéllar). Sabemos o que ele representa para o Flamengo e para nós. Tenho que fazer tudo certinho para fazer o trabalho que ele faz", comentou o paraguaio.

O problema para Piris da Motta é que com Abel Braga, treinador que deixou o Flamengo na semana passada, teve poucas oportunidades em 2019. William Arão, com 25 partidas, e Cuéllar, com 21, foram mais vezes escalados, contrastando com os 12 jogos, sendo nove como titular, do paraguaio.

"Não é fácil jogar uma partida e depois ficar três, quatro, no banco. É muito importante para mim jogar esses jogos importantes para mostrar que ainda possa dar muito ao Flamengo. Ainda tenho muito a melhorar e tenho muita vontade de mostrar que posso ajudar o time e meus companheiros", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengofutebolRobert Piris da Motta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.