Pedro Souza/Agência Galo
Pedro Souza/Agência Galo

Com cuidados, Atlético-MG retoma treinos e tem retorno de Sampaoli

Elenco foi dividido em grupos para treinos em horários espaçados nesta terça-feira

Redação, Estadão Conteúdo

19 de maio de 2020 | 20h44

O Atlético Mineiro voltou aos trabalhos nesta terça-feira. Uma semana após uma bateria de testes para covid-19, o elenco e o técnico Jorge Sampaoli na Cidade do Galo para retomar os treinos no gramado. A atividade foi cercada de cuidados para respeitar as orientações de distanciamento social, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Atletas que não estavam em atividade e membros da comissão técnica usaram máscaras. Além disso, os jogadores chegaram uniformizados para o treino, para evitar aglomerações no vestiário. O elenco foi dividido em grupos para treinos em horários espaçados. De acordo com o clube, o hotel da concentração, a cozinha, os vestiários, o setor de fisiologia, a academia e a área de fisioterapia permaneceram fechados.

"É um passo que estamos dando. O objetivo, agora, é colocar pequenos grupos em contato novamente com o campo. Por mais que os atletas estivessem fazendo trabalhos físicos em casa, isolados, não é a mesma situação de trabalhar aqui, dentro da nossa estrutura do CT", afirmou o diretor médico do clube, Rodrigo Lasmar.

"Não existe outro setor na economia que testou todos os seus funcionários antes de abrir suas portas. Quando a gente fala de supermercado, farmácia, indústria, ninguém fez tanta avaliação e teve tanto cuidado quanto estamos tendo. O coronavírus está aí, não viramos a página dessa situação difícil ainda, mas, com segurança, tranquilidade e respeitando todas as orientações, temos condições de voltar com segurança e ter de novo o Galo pelo menos aqui no CT, para dar um gostinho à torcida de que estamos voltando."

De volta ao gramado do CT após dois meses, Sampaoli fez um treino tático na defesa. Mas indicou pouco do que pretende fazer na equipe. A atividade foi fechada para a imprensa. Uma das novidades da atividade foi a presença do volante Gustavo Blanco, que vem se uma série de lesões. Ele não joga uma partida desde 2018.

A partir de agora, o elenco terá que se adaptar a novas regras no CT. "Teremos os atletas divididos em pequenos grupos, de quatro ou cinco atletas, no máximo. Eles chegarão em horários fracionados, diferentes, para que não haja aglomeração na chegada e na saída. Fizemos uma dinâmica no campo em que esses grupos não se encontram. Nosso objetivo, nesse primeiro momento, é que um número pequeno de pessoas tenha contato", explicou Lasmar.

"Tudo está sendo feito com o máximo de critério, todos os equipamentos são descartáveis. Ou seja, todas as medidas protetivas estão sendo tomadas para que tenhamos um ambiente seguro e que possamos acompanhar o nosso passo a passo. Nessa primeira semana, a ideia é que não tenhamos atividades em ambiente fechado, apenas atividades no campo", disse o médico.

"A partir da semana que vem, vamos avaliar com um pouco mais de cuidado e, dependendo dessa resposta ao longo da semana, poderemos liberar para pequenas atividades na academia, mas sempre com um número muito reduzido de pessoas, que vão fazer um rodízio. A cada troca, todos os equipamentos serão higienizados."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.