Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Com defesa em baixa, Palmeiras estuda opções e aguarda reforço

Falhas nos últimos jogos abrem expectativas de novidades, como a de um possível contratado que atua na Europa

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

19 de abril de 2018 | 07h00

O antigo ponto forte do Palmeiras virou o primeiro foco de dúvida do time neste início de Campeonato Brasileiro. A defesa falhou nos últimos três jogos da equipe, vive a possibilidade de mudanças e a expectativa de possíveis reforços nos próximos meses.

+ Clube contrata multinacional para investigar final

+ Borja volta aos treinos e deve reforçar Palmeiras

O setor tinha sido um alicerce no time no Campeonato Paulista, com apenas dois gols sofridos como visitante e atuações seguras de Antônio Carlos e Thiago Martins. A dupla começou o ano pouco cotada no clube e ganhou espaço com o técnico Roger Machado. Agora, porém, com as falhas, ambos enfrentam o risco de perder a posição.

Nos jogos com Corinthians, Boca Juniors e Botafogo, o Palmeiras levou gols em falhas do setor defensivo. Contra os dois primeiros adversários, Antônio Carlos estava nos lances, mas foi defendido pelo treinador. Já na segunda-feira, no Rio, uma vacilada coletiva permitiu o empate alvinegro.

O maior risco aos dois vem do banco de reservas. O veterano Edu Dracena ainda não conseguiu recuperar o status de titular neste ano e aguarda uma chance. Até agora ele jogou só uma vez. A mesma expectativa vale para Emerson Santos. O ex-botafoguense interessava também ao Corinthians, foi o primeiro reforço contratado para 2018 e sequer estreou. A chance deve vir, finalmente, ao longo deste Brasileiro.

A equipe tem ainda à disposições opções como Luan e Juninho. Juntos, os dois defensores vieram no ano passado por cerca de R$ 20 milhões e atuaram pouco. A dupla tem ficado no banco de reservas e só jogou quando o treinador decidiu poupar os titulares.

O clube tem ainda a expectativa de reforço para o setor. No último mês o diretor de futebol, Alexandre Mattos, viajou à Europa para negociar com possíveis contratações para chegar ao Palmeiras no meio do ano. Um dos alvos era Jemerson, do Mônaco. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.