Nelson Perez| Divulgação
Nelson Perez| Divulgação

Com defesa em boa fase, Levir admite que ataque do Fluminense precisa evoluir

Sem volante de contenção, marca 'é até esquisita', diz técnico

Estadão Conteúdo

26 Agosto 2016 | 19h55

O Fluminense vem de cinco partidas sem derrota na temporada. O bom desempenho recente fez a equipe subir para a oitava colocação do Campeonato Brasileiro e se aproximar dos líderes. Parte deste sucesso é fruto do sistema defensivo, o menos vazado da competição, com somente 18 gols tomados. Mas o técnico Levir Culpi sabe que para dar um passo além, o time tricolor precisa de evolução ofensiva.

"Nosso time não joga com um volante de contenção e mesmo assim conseguimos alcançar bons números no sistema defensivo. É um fato até esquisito. Agora, precisamos melhorar para frente um pouco nas finalizações, fazer mais gols. Só existem duas situações no futebol: marcar e atacar. Nosso objetivo agora é melhorar na parte ofensiva", declarou nesta sexta-feira.

Foram somente 22 gols marcados no Brasileirão, o que torna o Fluminense o pior ataque entre os times que não estão na zona de rebaixamento - ao lado de São Paulo e Internacional. Só que isso não fará Levir mudar a escalação para encarar o Palmeiras, domingo, às 16 horas, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

"É bom manter uma base. É o mais lógico, não que seja uma certeza. No Brasil, às vezes fazemos umas mudanças radicais que dão resultado. Mas é muito mais coerente repetir uma formação, conhecer os atletas o máximo de tempo possível. Antigamente todos conheciam a escalação das equipes porque havia continuidade. Acredito nisso", avaliou.

Nesta sexta-feira, o treinador até chegou a testar algumas mudanças, mas escalou o Fluminense com os mesmos nomes que venceram o Santa Cruz na última rodada. Assim, o time terá no domingo: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Douglas, Cícero, Gustavo Scarpa, Marcos Junior e Wellington; Henrique Dourado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.