Fabio Motta/AE
Fabio Motta/AE

Com desfalques no ataque e na defesa, Fluminense estreia na Libertadores

Fred, principal arma ofensiva do clube, terá que cumprir suspensão e não poderá jogar. Rafael Moura irá substituí-lo; técnico Muricy Ramalho reconhece que time passará por dificuldades no campeonato

Efe,

09 de fevereiro de 2011 | 00h42

RIO - Na estreia da Copa Libertadores, o jogo mais importante do ano até então para o Fluminense, nesta quarta-feira, 9, contra o Argentinos Juniors, o técnico Muricy Ramalho terá que mexer no ataque e contar com improvisações, como Willians, que nesta terça, 8, foi titular ao lado de Rafael Moura no treino nas Laranjeiras.

 

Na primeira rodada pelo grupo 3 da competição continental, Fred, principal arma ofensiva do clube carioca e artilheiro do Campeonato Carioca, terá que cumprir suspensão por ter sido expulso na final da Copa Sul-Americana.

No seu lugar, na partida desta quarta, no Engenhão, entrará Rafael Moura, que estreou bem no domingo, marcando dois gols no clássico contra o Botafogo.

Outra opção, que seria o atacante Araújo, foi deixada de lado por Muricy Ramalho, pelo menos, durante o treino desta terça.

 

"Infelizmente, Fred não poderá jogar. Ele está em um momento muito bom fisicamente, ao contrário de Rafael Moura. E ainda falta um pouco de ritmo para Araújo", admitiu Muricy Ramalho.

 

O técnico do Fluminense reconhece que o time passará por muitas dificuldades na Libertadores.

"Caímos em um grupo muito difícil. A primeira fase não será fácil. Estamos nos preparando bem e esperamos alcançar em breve o nível de uma equipe capaz de conquistar a Libertadores", afirmou o treinador.

 

Apesar dos desfalques no ataque, o Fluminense contará com o retorno de Diguinho, que foi liberado do clássico contra o Botafogo para acompanhar o nascimento de sua filha.

 

Uma das dúvidas para a estreia na Libertadores será o zagueiro Leandro Euzébio, que segue lesionado, mas está fazendo tratamento intensivo no tornozelo esquerdo. No treino desta terça, Muricy colocou André Luis para substituí-lo.

 

O Argentino Juniors, que está no Rio de Janeiro desde o domingo, também terá um grande desfalque, já que teve que amargar a transferência de Néstor Ortigoza para o San Lorenzo de Almagro na semana passada.

 

Apesar de o técnico do clube argentino, Pedro Troglio, ainda não ter definido o substituto de Ortigoza, o mais provável é que entre o volante Germán Basualdo em seu lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.