Gilvan de Souza|Divulgação
Gilvan de Souza|Divulgação

Com Diego e Guerrero juntos, Flamengo busca vitória fora contra a Chapecoense

Zé Ricardo terá as duas estrelas à disposição pela primeira vez no campeonato

Thiago Rabelo, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

28 Agosto 2016 | 09h00

Com todas as estrelas à disposição, o Flamengo enfrenta a Chapecoense, neste domingo, às 16 horas, na Arena Condá, em Chapecó (SC). Recém-contratado, o meia Diego estreou na vitória contra o Grêmio e atuará pela primeira vez ao lado do centroavante peruano Guerrero, que cumpriu suspensão e retorna ao time para o confronto pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Na tabela de classificação, o time rubro-negro está na quarta posição com 37 pontos, três a menos que o líder Palmeiras. Já a Chapecoense ocupa a 10.ª colocação, com 30 pontos. O time catarinense perdeu apenas uma vez em casa - para o Corinthians - e espera fazer valer o mando de campo. Por outro lado, o Flamengo tem a melhor campanha como visitante, ao lado do Palmeiras, com quatro vitórias nos 10 jogos que disputou.

Apesar da empolgação para ver Diego e Guerrero em ação, a torcida rubro-negra irá demorar para ver a dupla novamente em ação, já que o Brasileirão sofrerá uma pausa por conta das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018. Além dos dois maiores investimentos recentes do clube, o técnico Zé Ricardo cogita utilizar Leandro Damião como titular. O jogador teve boa participação contra o Grêmio e recebeu elogios.

"Fizemos treinos com essa formação (Guerrero e Leandro Damião). Não descarto nenhuma possibilidade. São dois grandes jogadores que vêm para nos fortalecer, mas vou pensar bem no jogo, no adversário que é veloz e faz transições rápidas", definiu.

Caso Zé Ricardo opte por um time com dois centroavantes, Marcelo Cirino é quem deixa a equipe. Durante a semana, na derrota por 4 a 2 para o Figueirense, pela Copa Sul-Americana, o treinador poupou alguns titulares como Alex Muralha, Réver, Rafael Vaz, Márcio Araújo, Mancuello e Diego, que retornam a campo neste domingo. Criticado pela atuação contra os catarinenses, o goleiro Paulo Victor, que era o titular no primeiro semestre, retorna para o banco de reservas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.