Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

Com dificuldades, Fluminense supera o Resende e vence a terceira partida seguida

Gol de Gustavo Scarpa no segundo tempo dá vitória ao tricolor

Thiago Rabelo, especial para o Estado, Estadão Conteúdo

01 Fevereiro 2017 | 19h17

O Fluminense não repetiu a boa atuação do clássico contra o Vasco por 3 a 0, mas fez o suficiente para vencer o Resende por 1 a 0, nesta quarta-feira, no estádio Moça Bonita, no Rio. Foi o terceiro resultado positivo do time tricolor, que já havia vencido na estreia da Copa da Primeira Liga e agora abriu distância na liderança do Grupo C nesta segunda rodada da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca.

Com as duas vitórias, o Fluminense tem seis pontos e retorna a campo neste domingo para enfrentar a Portuguesa, no estádio Los Larios, em Duque de Caxias (RJ). O Resende, que ainda não venceu no Estadual, segue com um ponto e enfrenta o Vasco, também no domingo, no estádio de São Januário, no Rio.

Um dos motivos para a dificuldade do time tricolor foi a forte marcação do Resende. Com apenas o desfalque do goleiro Diego Cavalieri, que sofreu uma entorse no tornozelo, o técnico Abel Braga repetiu a mesma equipe do clássico e apostou em uma evolução no entrosamento.

Disposto a não tomar gol, o Resende entrou com uma formação bem defensiva, com apenas Jhullian e Kiros no ataque, em busca de um contragolpe mortal. A resposta esperada pelo técnico Ademir Fonseca não aconteceu, mas o time também não passou sustos na defesa. Nos primeiros 45 minutos, o Fluminense teve apenas três finalizações, com Gustavo Scarpa e Henrique Dourado, mas sem sucesso.

No segundo tempo, o Resende mudou a postura e avançou a marcação. Foi o suficiente para o Fluminense crescer no jogo. Logo no primeiro minuto, Wellington fez boa jogada e passou para Henrique Dourado desperdiçar a chance. Mais avançado, o time do interior respondeu, com chute de fora da área e defesa de Júlio César.

Com a marcação forte do Resende, Gustavo Scarpa fez a diferença. Aos 11 minutos, o meia driblou Vitinho e acertou um belo chute no ângulo: 1 a 0. Atrás no marcador, Ademir Fonseca lançou dois atacantes na partida e criou problemas para o time tricolor. A melhor chance surgiu com Marcel. O meia recebeu próximo à área e quase empatou o jogo.

Destaques nas rodadas anteriores, os equatorianos Sornoza e Orejuela sentiram o desgaste físico e pouco produziram. Para segurar a vitória, Abel Braga tirou Sornoza e reforçou o meio de campo. A medida quase virou problema. Aos 41 minutos, após cruzamento na área, Júlio César saiu errado e viu a bola cair nos pés de Yago. O atacante chutou forte e Renato Chaves tirou na linha do gol. Na sequência, Jhulliam errou o alvo e desperdiçou a chance de empatar o jogo em Bangu.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 x 0 RESENDE

FLUMINENSE - Júlio César; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Leo; Douglas (Marquinho), Orejuela, Sornoza (Lucas Fernandes) e Gustavo Scarpa; Wellington e Henrique Dourado (Marcos Junior). Técnico: Abel Braga.

RESENDE - Arthur; Muriel, Leandrão (Rogério), Thiago Sales e Dieyson; Chacal, Rogerinho (Yago), Vitinho e Marcel; Jhulliam e Kiros (Robinho). Técnico: Ademir Fonseca.

GOL - Gustavo Scarpa, aos 11 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Renato Chaves, Wellington, Sornoza e Henrique Dourado (Fluminense); Vitinho (Resende).

ÁRBITRO - Grazianni Maciel Rocha.

RENDA - R$ 55.245,00.

PÚBLICO - 3.060 pagantes (3.726 no total).

LOCAL - Estádio Moça Bonita, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.