AP Photo/Francisco Seco
AP Photo/Francisco Seco

Com dois a mais desde o 1º tempo, Real atropela e faz 10 no Rayo

Bale foi destaque no jogo marcando quatro vezes

Estadão Conteúdo

20 de dezembro de 2015 | 15h18

O Real Madrid viveu neste domingo um dia que provavelmente demorará para ser esquecido pelos torcedores. Tanto os dele quanto os do Rayo Vallecano, que viram sua equipe ir ao Santiago Bernabéu e sofrer uma goleada histórica pela 16.ª rodada do Campeonato Espanhol. Cristiano Ronaldo, Benzema e Bale comandaram os incríveis 10 a 2 no confronto. Foram quatro gols do galês, três do francês e dois do português. O brasileiro Danilo também deixou sua marca.

É bem verdade que o Real contou com uma ajuda da arbitragem quando o confronto ainda estava equilibrado. Quando o Rayo vencia por 2 a 1, teve um jogador expulso de forma justa, mas pouco depois viu o árbitro marcar pênalti inexistente em Sergio Ramos e ainda mostrar o vermelho para mais um de seus atletas.

Independentemente da forma como foi construída, a incrível goleada levou o Real a 33 pontos, colando no líder Barcelona e no segundo colocado Atlético de Madrid, ambos com 35. O Rayo, por sua vez, segue fazendo péssima temporada e está na zona de rebaixamento, em 18.º, com somente 14 pontos.

Neste domingo, o Real demorou somente dois minutos para abrir o placar. Danilo recebeu pela direita de Bale e tocou por baixo do goleiro. Mas o Rayo Vallecano não se amedrontou, foi para cima e buscou a virada. Aos nove minutos, Amaya marcou de cabeça após escanteio da direita. Aos 11, Jozabed aproveitou cochilo de Danilo para deixar o seu.

Mas o jogo começou a virar aos 15 minutos, quando Tito deu entrada duríssima em Toni Kroos e recebeu o cartão vermelho direto. Somente dez minutos depois, Bale apareceu sozinho na área para marcar de cabeça após cruzamento da direita.

Aos 28 minutos, o árbitro interferiu de forma direta no resultado. Viu pênalti inexplicável de Baena em Sergio Ramos e ainda expulsou o defensor do Rayo Vallecano, deixando o time com dois a menos. Cristiano Ronaldo cobrou a infração para virar o placar. Ainda houve tempo no primeiro tempo para que Bale marcasse mais um, aos 41.

No início da etapa final, Benzema fez o quinto, após bom passe de James Rodríguez. O colombiano também seria decisivo no sexto gol, dando cruzamento na medida para Cristiano Ronaldo finalizar de cabeça.

Estava fácil, e o Real Madrid foi para cima na busca de fazer história. Bale, aos 15, marcou após cruzamento rasteiro de Cristiano Ronaldo. Ele mesmo faria o oitavo, aos 24. Já aos 34, Benzema recebeu sozinho na área e fez o nono. O francês ainda marcou o décimo, aos 44, após ajeitada de James Rodríguez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.