Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

Com dois a menos, Fluminense supera o Goiás e entra no G-4

Gum é expulso e Vinícius se machuca na vitória de virada por 2 a 1

O Estado de S. Paulo

28 de junho de 2015 | 20h05

Com dois jogadores a menos, o Fluminense venceu o Goiás de virada, por 2 a 1, neste domingo, fora de casa, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time assumiu a terceira colocação empatado com o São Paulo em todos os critérios - ambos somam 17 pontos, com cinco vitórias, dois empates, duas derrotas, 12 gols a favor e nove contra. A equipe esmeraldina acumulou o quinto jogo sem vitória e está com nove pontos, próximo da zona de rebaixamento.

As duas equipes voltam a campo na próxima quinta-feira. O Goiás visita o Figueirense às 19h30, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O Fluminense recebe o Santos, às 21 horas, no Maracanã.

No primeiro jogo após a saída do técnico Hélio dos Anjos, o Goiás começou pressionando. O atacante Erik, que havia sido barrado dos quatro últimos jogos, ganhou nova oportunidade e tratou logo de mostrar que merece ser titular da equipe. Abriu o marcador aos 33 minutos do primeiro tempo após receber passe de Lineker, dominar e tocar sobre Cavalieri.

Na etapa final, o jogo pegou fogo e a história mudou. O Goiás mantinha a posse de bola, mas abusava dos erros nas finalizações. E cedeu o empate numa falha no meio-campo. Aos 7 minutos, em contra-ataque do Fluminense com Lucas Gomes, Vinicius bateu cruzado para Wagner desviar e empatar em 1 a 1.

O Goiás voltou a insistir no ataque. Aos 11 minutos, Erik ganhou na corrida, dentro da área driblou o goleiro e Gum evitou o gol com a mão. O árbitro marcou pênalti e expulsou o zagueiro do Fluminense. Mas Felipe Menezes chutou e Cavalieri defendeu.

O erro animou os jogadores do Fluminense, que mesmo com um a menos conseguiram a virada. Aos 16 minutos, Lucas Gomes cruzou na área, Henrique ajeitou e Edson bateu forte, no canto de Renan.

O placar abateu o time goiano, que tinha dificuldades para chegar ao gol adversário, e só foi para cima a partir dos 36 minutos, quando ficou com dois jogadores a mais. Vinícius, um dos destaques da Fluminense, machucou o pé e teve de sair. Enderson já havia feito três modificações e o time teve que segurar a pressão com dois a menos.

FICHA TÉCNICA:

GOIÁS 1 X 2 FLUMINENSE 

GOIÁS - Renan; Clayton Sales, Felipe Macedo, Fred e Rafael Forster; Rodrigo, Patrick (Artur), Liniker (Wesley) e Felipe Menezes (William Koslowski); Bruno Henrique e Erik. Técnico: Augusto César.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Antônio Carlos e Giovanni; Edson, Jean, Gerson (Lucas Gomes), Wagner (Pierre) e Vinícius; Magno Alves (Henrique). Técnico: Henderson Moreira.

GOLS - Erik aos 33 minutos do primeiro tempo; Wagner aos 7 minutos e Edson aos 16 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP).

CARTÕES AMARELOS - Erik e Clayton Salles (Goiás); Wagner e Henrique (Fluminense).

CARTÃO VERMELHO - Gum.

RENDA - R$ 87.850,00.

PÚBLICO - 2.419 pagantes.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFluminenseGoiás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.