Kerim Okten/Efe
Kerim Okten/Efe

Com dois belos gols de Villa, Espanha vence e respira na Copa

Espanhóis fazem 2 a 0 em Honduras e agora terão de vencer o Chile na última rodada para obter a vaga nas oitavas

ANDRÉ RIGUE, estadão.com.br

21 de junho de 2010 | 17h18

A seleção espanhola enfim conquistou a primeira vitória na Copa do Mundo da África do Sul. Diante da fraca equipe de Honduras, a Espanha fez 2 a 0, dois belos gols de David Villa, e assim continua viva na busca por uma vaga às oitavas de final pelo Grupo H. Precisará ganhar na última rodada do Chile para garantir a classificação.

 

Veja também:

forum JOTABÊ MEDEIROS - Vitória com sabor amargo

mais imagens GALERIA - Imagens da vitoria da Espanha

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador |

 

A Espanha era apontada como a grande favorita no Mundial ao lado do Brasil. O time espanhol, porém, decepcionou na estreia ao levar 1 a 0 da Suíça. Nesta segunda-feira, apresentou um futebol um pouco melhor, mas ainda está longe de ser a Espanha que conquistou o título da Eurocopa de 2008.

 

O técnico Vicente del Bosque finalmente deixou a retranca de lado e escalou uma Espanha mais ofensiva, com Fernando Torres entre os titulares. Machucado, Iniesta ficou de fora do time titular e Navas foi escalado. O principal nome do jogo, no entanto, foi o do camisa 7, David Villa, que criou as melhores jogadas, além de marcar os gols.

 

Logo aos 6 minutos de partida, Villa acertou um chute fantástico de fora da área. O goleiro Valladares, adiantado, ficou batido na jogada e viu a bola explodir no travessão. O lance assustou a equipe da América Central, que se fechou no campo defensivo para tentar suportar a pressão.

 

 Espanha Espanha2
Casillas; Sergio Ramos (Arbeloa), Puyol, Piqué e Capdevila; Busquets, Xabi Alonso e Navas; Xavi (Fabregas), Villa e Fernando Torres (Mata)
Técnico: Vicente del Bosque
 Honduras Honduras0
Valladares; Mendoza, Chávez, Figueroa e Izaguirre ; Turcios  (Ramón Núñez), Palacios, Guevara e Espinoza (Welcome); Martinez e Suazo (Palacios)
Técnico: Reinaldo Rueda
Gols: David Villa, aos 17 minutos do primeiro tempo; David Villa, aos 5 minutos do segundo

Árbitro: Yuichi Nishimura (JAP)

Estádio: Ellis Park, em Johannesburgo

A Espanha, porém, conseguiu abrir o marcador aos 17 minutos. Num dos gols mais bonitos da Copa, Villa recebeu belo lançamento do zagueiro Piqué. O camisa 7 dominou, cortou dois marcadores e entrou na área. Villa ainda deixou Chávez para trás e fuzilou. Valladares tocou na bola, mas ela estufou as redes. ( Ouça o gol na Eldorado/ESPN)

 

Apesar de estar melhor na partida, a Espanha voltou a apresentar problemas de pontaria. Principalmente com Fernando Torres. Ainda no primeiro tempo, o atacante perdeu um gol incrível de cabeça aos 32 minutos, após a bola quicar no chão e sair. Um minuto depois, o camisa 9 apareceu livre na grande área, mas chutou muito forte e a bola subiu.

 

A "Fúria" voltou decidida a confirmar a vitória no segundo tempo. O segundo gol chegou aos 5 minutos da etapa final. Em chute de fora da área, David Villa bateu com força. A bola desviou em Chávez e foi para o fundo das redes. ( Ouça o gol na Eldorado/ESPN)

 

E olha que a Espanha perdeu a chance de marcar o terceiro. Aos 16 minutos, Navas sofreu pênalti de Izaguirre. Villa foi para a cobrança e bateu rasteiro. A bola caprichosamente passou à esquerda do gol de Valladares.

 

Vicente del Bosque fez mudanças na Espanha e colocou Fabregas na vaga de Xavi. A seleção espanhola continuou com maior posse de bola no segundo tempo, mas não conseguiu chegar ao terceiro gol.

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.