Andy Rain/EFE
Andy Rain/EFE

Com dois de Agüero, City vence Chelsea e conquista Supercopa da Inglaterra

Atacante argentino comanda vitória na 'Community Shield', partida entre o campeão Inglês e o da Copa da Inglaterra

Estadão Conteúdo

05 Agosto 2018 | 13h45

O Manchester City derrotou o Chelsea por 2 a 0 neste domingo em Wembley e conquistou a taça da Supercopa da Inglaterra pela quinta vez em sua história - o duelo coloca frente a frente o campeão inglês contra o campeão da Copa da Inglaterra.

+ Guardiola vê brasileiro emprestado ao Girona como bom reserva para Fernandinho

+ Gabriel Jesus acerta renovação de contrato com o Manchester City até 2023

+ Sarri desconversa sobre saída de Courtois: 'Neste momento é jogador do Chelsea'

A equipe comandada por Pep Guardiola dominou a partida e venceu graças a dois gols de Sergio 'Kun' Agüero. O argentino se tornou o primeiro jogador da história do clube a ultrapassar a marca de 200 gols - ele tem 201.

Agüero, de 30 anos, chegou ao City em 2011 contratado junto ao Atlético de Madrid. No total, tem 293 partidas pelo clube. Dos 201 gols, 146 foram com o pé direito, 35 com o esquerdo e 19 de cabeça.

No duelo deste domingo, o Chelsea contou com o retorno de algumas de suas principais estrelas como Willian e Moses, ambos entraram no segundo tempo. O zagueiro David Luiz e o volante brasileiro naturalizado italiano Jorginho começaram como titulares.

Pelo lado do City, Fernandinho atuou os 90 minutos. Gabriel Jesus entrou no segundo tempo e o goleiro Ederson permaneceu no banco de reservas. O time ainda contou com a presença do recém-contratado Rayhiad Mahrez, além de Sané e Bernardo Silva.

Em campo, o time de Guardiola foi amplamente superior e abriu o placar aos 13 minutos da etapa inicial. Foden avançou pela esquerda e rolou para Agüero, que dominou na entrada da área e bateu no canto de Caballero. O calor de mais de 30ºC castigava os jogadores e o árbitro precisou fazer uma parada técnica logo após o gol.

O City continuou melhor, mas o Chelsea quase chegou ao empate graças a um grande vacilo do goleiro adversário. Após um lançamento longo demais, Claudio Bravo saiu para fazer a defesa, mas se enganou pelo quique da bola e deixou ela passar por ele. A sorte dele é que deu tempo para se recuperar e impedir o gol.

A partida seguiu da mesma maneira no segundo tempo e o City ampliou aos 12. Bernardo Silva recebeu na direita, e tocou para Agüero nas costas de David Luiz. O argentino bateu na saída de Caballero e ampliou.

O Chelsea mexeu fez quatro alterações no decorrer da segunda etapa e melhorou especialmente com as entradas de Willian e Moses. O City também mexeu bastante e colocou as seis opções de linha. O jogo perdeu um pouco de ritmo. Com a vantagem no placar, o time de Guardiola recuou, passou a administrar o resultado e levantou a primeira taça na temporada.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.