Ayrton Vignola/AE
Ayrton Vignola/AE

Com dois de Borges, Santos derrota Fluminense na Vila por 2 a 1

Artilheiro homenageia Neymar, que viu seu filho nascer nesta quarta-feira

Felipe Mendes, Agência Estado

24 de agosto de 2011 | 22h27

SANTOS - O Santos contou com dois gols do artilheiro Borges para vencer o Fluminense por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, em jogo adiado da oitava rodada do Brasileirão. Em baixa após a conquista da Libertadores, o time santista conseguiu acumular duas vitórias seguidas pela primeira vez nesta edição do campeonato nacional.

Os dois triunfos consecutivos deixaram o Santos mais distante da zona de rebaixamento. O time chegou aos 21 pontos e subiu uma posição na tabela, para 14º. O Fluminense estacionou nos 25, em nono lugar.

Para somar sua segunda vitória seguida, o técnico Muricy Ramalho contou com força máxima em seu elenco. Danilo, campeão mundial com a seleção brasileira Sub-20 na Colômbia, recuperou seu espaço no time titular, mas como lateral-direito, após atuar como volante na campanha vitoriosa do time na Libertadores.

O JOGO

Santos e Fluminense fizeram um primeiro tempo muito movimentado, de grande nível técnico, boas chances de gol e três bolas na rede. Apoiado pela torcida, o time da casa levou ligeira vantagem na etapa. Mostrou maior iniciativa no ataque e posse de bola superior.

O primeiro bom lance da partida surgiu dos pés de Borges logo aos 5 minutos. De canhota, ele finalizou por cobertura e quase surpreendeu Diego Cavalieri. A bola passou rente à trave. O Fluminense respondeu aos 10, com Fred. O atacante recebeu ótimo passe na entrada da área e acertou o travessão. O árbitro, porém, assinou o impedimento de forma equivocada.

Depois de desperdiçar boa chance, Borges aproveitou levantamento na área de Elano, em cobrança de falta, e cabeceou no canto, quase sem chances para Cavalieri, aos 13 minutos. O gol aumentou a motivação dos santistas, que passaram a atacar com mais facilidade. Aos 15, Neymar entrou na área com perigo, após passe de Ganso, e só parou no goleiro do Fluminense.

O Fluminense, porém, voltou ao jogo com Rafael Moura, também em lance de bola parada. Aos 38, o atacante repetiu Borges e acertou a cabeça, sem marcação, para acertar o canto esquerdo de Rafael.

Mas o Santos tratou de abafar a reação do rival apenas três minutos depois de levar o empate. Arouca fez bela jogada na entrada da área e deu grande passe para Borges que, cara a cara com Cavalieri, não perdoou e marcou seu segundo gol na partida. O atacante se isolou na artilharia do Brasileirão, com 12 gols, dois a mais que Ronaldinho Gaúcho.

Preocupado com o domínio santista, principalmente no meio-campo, o técnico Abel Braga fez as três mudanças a que tem direito logo no início do segundo tempo. Trocou Valencia, Marquinho e Fred por Diogo, Marquinho e Rafael Sobis, respectivamente.

As alterações fizeram diferença e deram maior consistência ao setor ofensivo do Fluminense. Depois de segurar o ímpeto dos santistas nos primeiros minutos da segunda etapa, o time carioca criou as melhores oportunidades.

Na melhor delas, Carlinhos apareceu pela ponta esquerda e bateu quase sem goleiro. Danilo, porém, surgiu de carrinho e evitou o gol, em um lance espetacular, aos 11 minutos. O Fluminense também parou nas boas defesas de Rafael. Ele neutralizou finalizações de Diogo, Sobis e Gum, de cabeça.

Depois do susto, o Santos passou a cadenciar o jogo. Atuava nos contra-ataques, sem maiores perigos ao gol de Diego Cavalieri. O Fluminense também desacelerou e não teve forças para buscar o empate.

Os dois times voltam a campo no final da semana para disputar os clássicos da 19ª e última rodada do primeiro turno. O Fluminense enfrentará o Botafogo, sábado, no Engenhão. No dia seguinte, o Santos vai encarar o São Paulo, novamente na Vila Belmiro.

FICHA TÉCNICA:

Santos 2 x 1 Fluminense

Santos - Rafael; Danilo, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Henrique, Elano (Adriano) e Paulo Henrique Ganso (Bruno Aguiar); Neymar e Borges (Alan Kardec). Técnico: Muricy Ramalho.

Fluminense - Diego Cavalieri; Mariano, Gum, Digão, Carlinhos; Edinho, Valencia (Diogo), Marquinho (Souza), Lanzini; Rafael Moura e Fred (Rafael Sobis). Técnico: Abel Braga.

Gols - Borges, aos 13 e aos 41, e Rafael Moura, aos 38 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos - Arouca, Danilo, Elano, Ganso (Santos); Marquinho, Digão, Diogo (Fluminense).

Árbitro - Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)

Renda - R$ 156.470,00.

Público - 6.855 pagantes.

Local - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.