Philippe Wojazer/Reuters
Philippe Wojazer/Reuters

Com dois de Mbappé, PSG goleia o Dijon no Parque dos Príncipes pelo Francês

Jogo serviu apenas para cumprimento de tabela e não contou com Neymar, ainda suspenso por agredir torcedor

Redação, Estadão Conteúdo

18 de maio de 2019 | 19h54

Em uma partida válida apenas para cumprimento de tabela, o campeão Paris Saint-Germain fechou a temporada em casa, neste sábado, com uma goleada de 4 a 0 sobre o Dijon, no Parque dos Príncipes, pela penúltima rodada do Campeonato Francês. Já o Lyon garantiu sua vaga na fase preliminar da Liga dos Campeões ao bater, em casa, também por 4 a 0, o Caen.

Em Paris, com dois gols de Kylian Mbappé, um do argentino Ángel Di María e outro do uruguaio Edinson Cavani, a equipe chegou aos 91 pontos na tabela. Os gols dos sul-americanos saíram nos quatro minutos iniciais do duelo, enquanto o francês marcou um gol em casa tempo. Já o Dijon, na vice-lanterna, com 31, está rebaixado para a segunda divisão francesa.

Na partida, o técnico Thomas Tuchel não contou mais uma vez com o brasileiro Neymar, que ainda cumpre suspensão de três jogos por agredir um torcedor após a decisão da Copa da França, contra o Rennes. O atacante não poderá entrar em campo também pela última rodada da competição, em jogo fora de casa contra o Reims. Outros ausentes foram os zagueiros Marquinhos, suspenso, e Thiago Silva, lesionado. E o também brasileiro Daniel Alves foi titular no meio-campo.

Já o Lyon assegurou o terceiro lugar da liga, ao chegar aos 69 pontos, quatro a mais que o Saint-Étienne (quarto lugar), que por sua vez superou o Nice (oitavo) por 3 a 0, mas dependia de um tropeço do Lyon para manter suas chances na última rodada.

Na parte de baixo da tabela, o ameaçado Monaco está próximo de assegurar sua permanência. O time do colombiano Radamel Falcão bateu o rival direto na luta contra o descenso, o Amiens (17º lugar), por 2 a 0. Ao Monaco basta um empate em Nice, na última rodada, para evitar um mata-mata contra o terceiro colocado da segunda divisão francesa. Até mesmo com derrota o Monaco pode se manter na elite, desde que o 18º Caen não supere a diferença de saldo de sete gols em relação à equipe do Principado ou ainda que o Amiens não supere o já rebaixado Guingamp (20º).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.