Alberto Martín/EFE
Alberto Martín/EFE

Com dois de Neymar, Barça bate Atlético e vai à semi da Copa do Rei

Com dribles e belas jogadas, brasileiro foi o herói da classificação dos catalães, que bateram adversário por 3 a 2

Estadão Conteúdo

28 de janeiro de 2015 | 20h17

Atlético de Madrid e Barcelona fizeram nesta quarta-feira o clássico que se esperava deles pela volta das quartas de final da Copa do Rei. No Vicente Calderón, as duas equipes brigaram muito, discutiram e em alguns momentos até protagonizaram lances violentos. Mas também marcaram muitos gols e, no fim, quem sorriu foi o Barça, que venceu por 3 a 2 e se garantiu na semifinal.

O herói da classificação foi o brasileiro Neymar. Em grande dia, ele marcou duas vezes, infernizou a vida da defesa adversária com dribles e belas jogadas e, como resultado, foi muito vaiado pela torcida da casa. Miranda, contra, marcou o outro gol do Barcelona, enquanto Fernando Torres e Raúl García fizeram para o Atlético de Madrid.

Agora, o Barcelona espera para conhecer seu adversário nas semifinais. Ele sairá do confronto entre Villarreal e Getafe, que duelam nesta quinta. A vantagem é do Villarreal, que venceu na ida por 1 a 0. Do outro lado da chave, o Espanyol duela com o Sevilla e o Málaga pega o Athletic Bilbao, ambos também na quinta.

Como já havia acontecido diante do Real Madrid, o Atlético foi com tudo para cima nesta quarta e não demorou sequer um minuto para abrir o placar. Aos 39 segundos, Fernando Torres aproveitou rebatida do meio de campo, dominou, deu lindo corte em Mascherano e bateu cruzado da entrada da área para marcar.

Mas a vantagem durou pouco e logo aos nove minutos, o Barcelona chegou ao empate. Em rápido contra-ataque, Luis Suárez encontrou Neymar, que arrancou e bateu firme para deixar tudo igual.

O resultado não servia para o Atlético, que voltou a atacar e chegou ao segundo gol aos 30 minutos, com uma grande colaboração da arbitragem. Juanfran foi para cima de Mascherano e, fora da área, foi tocado. O juiz não só viu falta, duvidosa, como marcou pênalti, que Raúl García bateu para marcar.

Mas o movimentado primeiro tempo ainda não havia acabado e o Barcelona voltaria a empatar em uma infelicidade de Miranda. Aos 37, Busquets desviou de cabeça após escanteio da direita e o zagueiro brasileiro marcou contra, ao tentar afastar.

Apenas quatro minutos depois, saiu a virada, novamente com participação da arbitragem. O juiz não viu toque de mão dentro da área do Barcelona, que, no contra-ataque, marcou o terceiro. Alba recebeu na área e, de carrinho, tocou para Neymar, que dominou tirando do goleiro e empurrou para a rede.

Na saída para o intervalo, Neymar discutiu com Fernando Torres. No meio da confusão, o árbitro decidiu expulsar o volante Gabi. Com um a menos, o Atlético pouco incomodou na segunda etapa. Irritado, Arda Turán chegou a arremessar a chuteira na direção do bandeirinha, mas levou só o cartão amarelo. Aos 38, no entanto, Mario Suárez foi expulso por falta dura em Messi e enterrou qualquer chance dos donos da casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.