Com dois de Romarinho, Corinthians goleia Sport por 4 a 1 no Recife

Com o resultado, o time de Mano Menezes volta a se aproximar do G-4 do Brasileirão

Raphael Ramos, O Estado de S. Paulo

25 de maio de 2014 | 18h12

SÃO PAULO - O Corinthians demorou sete rodadas para, enfim, fazer uma grande apresentação no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, diante do Sport, na Ilha do Retiro, o time mostrou consistência no meio de campo e criatividade no ataque para, beneficiado pela fragilidade do adversário - que ainda teve dois jogadores expulsos -, golear por 4 a 1. De quebra, o Alvinegro acabou com um longo tabu. A última vitória na Ilha do Retiro havia sido pelo Brasileirão de 1998.

Sem vencer havia três rodadas, o Corinthians precisava dos três pontos neste domingo para não se distanciar ainda mais do bloco dos líderes. Mas a partida não começou bem para a equipe. Logo aos dez minutos, Cássio machucou o joelho esquerdo após choque com Neto Baiano e precisou ser substituído por Walter.

O Corinthians apostava nas contra-ataques para surpreender a defesa do Sport. E, na primeira vez que chegou bem ao ataque, a equipe abriu o placar. Aos 19 minutos, Guerrero tocou para Jadson, que rolou para Romarinho bater de fora da área. O atacante ainda contou com a ajuda do goleiro, que deixou a bola passar por baixo do seu corpo.

O Alvinegro, no entanto, dava campo de jogo para o Sport e não conseguiu segurar a vantagem por muito tempo. Aos 27, após bobeira de Fábio Santos pelo alto, a bola sobrou para Augusto César empatar.

O gol parece ter colocado a equipe em estado de atenção. Apoiado pela sua torcida o Sport tentava pressionar o Corinthians, que segurava o adversário controlando o ritmo da partida no meio de campo. A marcação ficou mais compacta, sem dar espaço para os atacantes do Sport.

As chances da equipe estavam nas jogadas individuais. E foi justamente assim que saiu o segundo gol. Em uma escapa rápida de Romarinho pelo meio, o atacante foi derrubado por Durval na entrada da área, aos 38. Na cobrança de falta de Jadson, a bola desviou em Patric e enganou o goleiro: 2 a 1.

EXPULSÕES DECISIVAS 

O jogo ficou mais tranquilo para o Corinthians a partir dos oito minutos do segundo tempo, quando Durval fez pênalti em Petros e foi expulso. Jadson cobrou no canto direito e ampliou o placar.

Com um jogador a mais e dois gols de vantagem, o Corinthians não recuou demais a marcação, como fez contra São Paulo e Atlético-PR, por exemplo. O time tirou o pé do acelerador, mas, mesmo assim, conseguia segurar a bola no meio de campo e mantinha o Sport longe do gol de Walter.

O meia Renato Augusto entrou no lugar do volante Bruno Henrique e, apesar de a equipe ter perdido força na marcação, ganhou qualidade no passe. Mesmo sem precisar fazer muita força, a equipe chegou ao quarto gol. Aos 23, Guerrero fez ótima jogada pela esquerda e cruzou na medida para Romarinho, sem marcação, empurrar para a rede.

Três minutos depois, Neto Baiano deixou o braço no rosto do zagueiro Cléber e também foi levou cartão vermelho. A expulsão facilitou ainda mais a vida do Corinthians.

A equipe passou a levar o jogo em banho-maria, só esperando o apito final. O time trocava passes no meio de campo com tranquilidade, aos gritos de "olé" da sua torcida.

Ouça abaixo as informações dos times paulistas com os apresentadores Haisem Abaki e Tatiana Ferraz e os repórteres Ciro Campos e Kamila Malynowsky e os comentários de Velloso e Basílio.

FICHA TÉCNICA

SPORT 1 x 4 CORINTHIANS

SPORT - Magrão; Patric, Ferron, Durval; Renê, Rodrigo Mancha, Augusto, Rithely; Renan Oliveira (Felipe Azevedo); Leonardo (Ewerton Páscoa) e Neto Baiano. Técnico: Eduardo Baptista.

CORINTHIANS - Cássio (Walter); Fagner, Cléber, Gil; Fabio Santos, Ralf, Bruno Henrique (Renato Augusto); Petros, Jadson; Paolo Guerrero e Romarinho (Luciano). Técnico: Mano Menezes.

GOLS - Romarinho, aos 19, Leonardo, aos 27, e Jadson, aos 37 minutos do primeiro tempo; Jadson (pênalti), aos 9, e Romarinho, aos 22 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Augusto e Patric (Sport); Bruno Henrique (Corinthians).

CARTÕES VERMELHOS - Durval e Neto Baiano (Sport).

ÁRBITRO - Péricles Bassols Pegado Cortez (Fifa/RJ).

RENDA: R$ 421.980,00.

PÚBLICO: 21.709 pagantes.

LOCAL - Estádio da Ilha do Retiro, no Recife (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSportCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.