Com dois de Seedorf, Botafogo e Corinthians empatam

Botafogo e Corinthians ficaram no empate por 2 a 2, neste domingo, no Engenhão, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro, em atuação de gala do meia Seedorf. Foi dele os dois gols do time da casa, que saiu na frente no início da partida, levou a virada, mas conseguiu buscar a igualdade. Guerrero e Douglas marcaram para os visitantes.

GABRIEL MELLONI, Agência Estado

23 de setembro de 2012 | 18h05

O empate, no entanto, não foi bom para o Botafogo, que, desta forma, se distanciou da briga por uma vaga na Libertadores. A equipe chegou aos 40 pontos, quatro atrás do Vasco, quarto colocado. Já o Corinthians, que não tem grandes pretensões na competição, subiu para a oitava posição, com 36 pontos.

Na próxima rodada, a equipe do técnico Oswaldo de Oliveira vai a Salvador, onde enfrenta o Bahia, no domingo que vem, no estádio de Pituaçu. No mesmo dia, o Corinthians recebe o Sport, no Pacaembu.

O JOGO - A primeira chance foi do Corinthians, com Martínez, mas logo o Botafogo tomou conta da partida e abriu o placar aos cinco minutos. Gabriel tabelou com Andrezinho pela esquerda e cruzou para a área. Seedorf, que entrava pela direita, desviou, a bola ainda tocou em Alessandro e entrou.

Não deu nem tempo de comemorar e o Corinthians empatou dois minutos depois. Douglas bateu falta pela direita, Martínez tocou para o meio e Paulinho chutou. Jefferson fez grande defesa, mas a bola sobrou para o peruano Guerrero, que cabeceou e marcou seu primeiro gol com a camisa do clube.

O gol animou o time paulista, que seguiu pressionando e virou o placar aos 12 minutos. Douglas deu linda enfiada para Romarinho, que exigiu grande defesa de Jefferson. No rebote, Martínez foi empurrado por Lucas, em posição irregular, e o árbitro marcou pênalti. O próprio Douglas cobrou bem, no canto esquerdo, e marcou.

Romarinho ainda teve mais uma boa chance de cabeça, defendida por Jefferson, antes que o jogo finalmente diminuísse o ritmo. Com a vantagem, o Corinthians se fechou um pouco e dificultou a criação do Botafogo, que até ficava mais com a bola, mas não conseguia levar perigo.

Em uma jogada de bola parada, o time da casa marcou, mas o árbitro anulou, marcando impedimento. Após cobrança de escanteio da esquerda, a bola sobrou para Lucas, que bateu para o meio da área. Dória, adiantado, dominou e marcou, mas Sandro Meira Ricci viu a posição irregular e parou a jogada.

No segundo tempo a partida perdeu muito em emoção. Bem marcados, Andrezinho, Seedorf e Fellype Gabriel pouco criavam no ataque botafoguense, enquanto o Corinthians, satisfeito com o resultado, esperava o adversário e tentava escapar nos contra-ataques, mas também não levava perigo.

Quando a partida estava controlada pelo time paulista, apareceu a qualidade de Seedorf. Aos 29 minutos, o meia arrancou pelo lado esquerdo, cortou para o meio e bateu. A bola ainda desviou no zagueiro Wallace, ganhou nova direção e matou o goleiro Cássio.

O gol animou o Botafogo, que foi para cima e passou a pressionar o Corinthians. Oswaldo de Oliveira colocou o time para frente, com a entrada do atacante Rafael Marques no lugar do volante Jadson. Na última grande oportunidade da partida, Dória recebeu cruzamento sozinho na área, mas cabeceou por cima.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 2 X 2 CORINTHIANS

BOTAFOGO - Jefferson; Lucas, Dória, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo (Lodeiro); Gabriel, Jadson (Rafael Marques), Andrezinho, Seedorf e Fellype Gabriel; Elkeson. Técnico - Oswaldo de Oliveira.

CORINTHIANS - Cássio; Edenilson, Wallace, Paulo André e Alessandro; Ralf, Paulinho e Douglas (Guilherme); Romarinho, Martínez (Jorge Henrique) e Guerrero (Guilherme Andrade). Técnico - Tite.

GOLS - Seedorf, aos 5, Guerrero, aos 7, e Douglas, aos 12 minutos do primeiro tempo. Seedorf, aos 29 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Sandro Meira Ricci (Fifa/PE).

CARTÕES AMARELOS - Lucas, Márcio Azevedo (Botafogo); Douglas, Jorge Henrique (Corinthians).

PÚBLICO - 13.755 pagantes (16.990 total)

RENDA - R$ 280.130,00.

LOCAL - Estádio Engenhão, no Rio (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.