Com dois de Willian, Vila Nova derrota América-RN

Mesmo sem mostrar um bom futebol, o Vila Nova venceu o América-RN, por 2 a 1, nesta sexta-feira, em Goiânia, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, e se afastou das últimas colocações. O destaque do jogo foi o atacante Willian, autor dos dois gols do Vila Nova.

AE, Agencia Estado

31 de julho de 2009 | 23h43

Com a vitória, o Vila pulou da 16ª para a provisória 13ª colocação, com 18 pontos. O América, por sua vez, estacionou nos 18 pontos, na 12ª colocação. A derrota foi a quinta seguida do time potiguar, que começa a se aproximar perigosamente da zona de rebaixamento.

No primeiro tempo, os donos da casa perderam várias chances de marcar. Na etapa final a história foi diferente. Willian abriu o placar aos 15 minutos. O atacante aproveitou cruzamento de Dida pela direita, dominou no peito e bateu no canto esquerdo.

Aos 26 minutos, o América empatou com Max, que cabeceou para o gol depois de cruzamento de Thoni. Mas, aos 37 minutos, Thiago Cunha foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. Willian bateu no ângulo direito e fez o gol da vitória.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado, pela 16ª rodada. O Vila Nova enfrenta o Bahia, às 16h10, novamente no Serra Dourada, enquanto o América tem pela frente o Figueirense, no mesmo horário, em Florianópolis.

Ficha Técnica:

Vila Nova 2 x 1 América-RN

Vila Nova - Max; Dida, Edson Borges, Leonardo e Osmar; Otacílio, Rafinha, Washington (Gil) e Pachola (Leandrinho); Willian e Vanderlei (Thiago Cunha). Técnico: Vágner Benazzi.

América-RN - Everton; Thoni, Leandro, Edson Rocha e Tita; Jackson, Ricardo Oliveira, Somália (Everton César) e Guaru (Max); Lúcio e Fábio Neves. Técnico: Roberto Fonseca.

Gols - Willian, aos 15 e 37, e Max (pênalti), aos 26 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Otacílio, Dida (Vila Nova); Thoni e Lúcio (América-RN).

Árbitro - Paulo César de Oliveira (Fifa/SP).

Renda - R$ 24.830,00.

Público - 1.929 pagantes.

Local - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.