Ponte Press|Fábio Leoni
Ponte Press|Fábio Leoni

Com dois gols de pênalti, Linense empata com Ponte Preta no Paulistão

Time de Campinas fica duas vezes na frente, mas deixa resultado escapar

Estadao Conteudo

22 Fevereiro 2017 | 21h50

A Ponte Preta vacilou na defesa e deixou escapar outra vitória no Campeonato Paulista. Na noite desta quarta-feira, pela quinta rodada, o time campineiro esteve duas vezes na frente, mas cometeu dois pênaltis infantis e ficou no empate com o Linense, por 2 a 2, no Estádio Gilberto Siqueira Lopes, em Lins.

Com o resultado, a Ponte Preta está na zona de classificação, em segundo lugar do Grupo D com oito pontos. O Linense, que estreou o técnico Márcio Fernandes, ex-Santos, no lugar de Guilherme Alves, segue na zona de rebaixamento, com quatro pontos em penúltimo lugar na classificação geral e na lanterna do Grupo C.

O começo de jogo foi bastante intenso e aberto. Os visitantes aproveitaram melhor as oportunidades e abriram o placar logo aos nove minutos. Depois de cobrança de escanteio, Willian Pottker dominou dentro da área e, mesmo desequilibrado, finalizou para o fundo das redes. Um dos artilheiros do Paulistão, com quatro gols, ele não comemorou o gol, já que despontou para o futebol no Linense.

A Ponte Preta controlava bem o jogo, mas um lance capital recolocou os donos da casa na partida. O jovem Emerson entrou na vaga de Artur, lesionado, e foi improvisado na lateral esquerda. Com apenas 30 segundos no campo, ele tomou um amarelo, após falta dura na entrada da área, e cometeu um pênalti em cima de Thiago Santos. O meia Thiago Humberto não desperdiçou a cobrança e deixou tudo igual aos 30 minutos.

Para a segunda etapa, a bola aérea se apresentou como principal arma da Ponte Preta. Aos cinco minutos, Marlon assustou em cabeçada. Em seguida, em jogada semelhante, Yago balançou as redes. O zagueiro desviou cobrança de falta lateral de Lucca e fez 2 a 1 aos nove minutos.

Bem postada na defesa, a Ponte Preta não dava chances para o rival reagir. O Linense se jogou ao ataque, mas foi muito desorganizado e praticamente não levou perigo à meta de Aranha. Mas em outra falha individual, o time campineiro permitiu o empate.

Depois de cruzamento alto pela esquerda, Yago subiu desajeitado e tocou com a mão na bola: pênalti. Na cobrança, Thiago Carleto bateu bem e deixou tudo igual. No final, os donos da casa ainda tiveram duas chances em cobranças de falta bem próximas da área, mas Aranha garantiu o ponto dos campineiros.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado. O Linense encara o Santo André, às 10 horas, no Estádio Bruno José Daniel, no ABC Paulista, enquanto a Ponte Preta recebe o São Bernardo, às 19h30, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

FICHA TÉCNICA

LINENSE 2 X 2 PONTE PRETA

LINENSE - Victor Golas; Bruno Moura, Rodrigo Lobão, Magno Alves e Carleto; Pio, Diego Felipe (Tássio), Thiago Humberto (Giovanni) e Gabrielzinho; Tatá (Joãozinho) e Thiago Santos. Técnico: Márcio Fernandes.

PONTE PRETA - Aranha; Nino Paraíba, Yago, Marllon e Artur (Emerson); Matheus Jesus, Fernando Bob e Lins (Ravanelli); Lucca, William Pottker e Clayson (Ramon). Técnico: Felipe Moreira

GOLS - William Pottker, aos nove, e Thiago Humberto, aos 30 minutos do primeiro tempo. Yago, aos nove, e Thiago Carleto, aos 36 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza.

CARTÕES AMARELOS - Diego Felipe, Victor Golas, Gabrielzinho (Linense); Emerson, Fernando Bob e Nino Paraíba (Ponte Preta).

RENDA - R$ 28.240,00.

PÚBLICO - 1.233 pagantes.

LOCAL - Estádio Gilberto Siqueira Lopes, em Lins (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.