MowaPress/Divulgação
MowaPress/Divulgação

Com dor abdominal, zagueiro Dedé é cortado da seleção brasileira

Runco acompanhou o jogador à clinica em Genebra

ALMIR LEITE / ENVIADO ESPECIAL, Agência Estado

20 de março de 2013 | 17h21

GENEBRA - A seleção brasileira perdeu nesta quarta-feira mais um jogador que havia sido inicialmente convocado por Luiz Felipe Scolari para os amistosos contra Itália e Rússia. O zagueiro Dedé foi cortado após sentir-se mal e ser avaliado em uma clínica de Genebra, na Suíça. Segundo o médico da seleção, José Luís Runco, ele pode ter um quadro infeccioso ou então viral.

Runco acompanhou o jogador à clinica em Genebra. Dedé amanheceu queixando-se de fortes dores abdominais e preocupou a comissão técnica da seleção. Agora, ele seguirá tratamento orientado pelos médicos de seu clube, o Vasco, e, ao chegar ao Brasil, será mais bem examinado.

Antes de Dedé, o técnico Luiz Felipe Scolari havia ficado sem três jogadores, todos por contusão: Lucas, do Paris Saint-Germain, substituído pelo são-paulino Osvaldo; Paulinho, do Corinthians; e Ramires, do Chelsea.

O jogador do clube inglês deverá se integrar à seleção no próximo domingo, em Londres, para o jogo contra a Rússia, no dia seguinte.

"Isso atrapalha, pois eu planejei um treinamento e de repente tenho de chamar jogadores que estão em times locais para completar a equipe. Mas técnico da seleção não tem que reclamar, pois os jogadores têm compromisso por seus clubes e podem se machucar", disse Felipão. "E eu só posso fazer seis substituições nos jogos. Estou com 19 jogadores aqui, está tudo bem".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.