Com dores, lateral Mayke vira preocupação no Cruzeiro

Após dois dias de folga, o elenco do Cruzeiro se reapresentou nesta terça-feira, na Toca da Raposa II, e retomou os trabalhos físicos, visando a partida contra o a Chapecoense, domingo, no Mineirão. Para este duelo, a preocupação do técnico Vanderlei Luxemburgo recai sobre o lateral-direito Mayke.

Estadão Conteúdo

16 de junho de 2015 | 19h37

Ele sentiu dores no calcanhar durante a partida contra o Vasco, no sábado, e precisou deixar o gramado mais cedo. Dois dias depois, Mayke ainda sente um incômodo no local e pode virar baixa para o fim de semana. Ele já iniciou tratamento e deve fazer exames nos próximos dias.

Enquanto Mayke iniciava a fisioterapia, os demais cruzeirenses faziam trabalho intenso na caixa de areia, sob o comando do preparador físico Antônio Mello. As atividades do dia foram concentradas no aspecto físico. Somente nesta quarta Luxemburgo deve comandar atividade com bola.

"Foi meio pegado, puxado, mas faz tempo que eu não trabalhava na caixa de areia. A gente faz isso mais na pré-temporada, quando o tempo é mais livre. Como temos a semana livre de jogos, estamos com tempo. É puxado, mas é bom para trabalhar a força. Foi legal", comentou o zagueiro Manoel.

Pensando no próximo rival, depois da vitória sobre o Vasco, o defensor prevê um duelo complicado no Mineirão. "A gente não tem jogo fácil, dentro ou fora de casa. Ano passado a Chapecoense veio aqui, saiu na frente e buscamos o resultado. É difícil, complicado, vem para jogar por uma bola. Temos que trabalhar nesses dias pensando na conquista dos três pontos", declarou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeirotreino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.