Com dores, Maikon Leite desfalcará Santos na sexta

Maikon Leite não treinou nesta quarta-feira e está fora do jogo contra o Noroeste, na sexta-feira, na reabertura da Vila Belmiro. O artilheiro do time, ao lado de Elano, com seis gols, sente dores, faz tratamento e, mesmo que seja liberado pelo departamento médico, será poupado no Paulistão.

SANCHES FILHO, Agência Estado

09 de fevereiro de 2011 | 19h29

O técnico Adilson Batista já adiantou que pretende segurá-lo até a estreia do time na Copa Libertadores, terça-feira da próxima semana, diante do Deportivo Táchira, em San Cristóbal, na Venezuela. Maikon Leite sofreu uma pancada na coxa direita na partida contra o Santo André neste final de semana.

O treino desta quarta só não foi secreto porque a torcida pôde assistir. A imprensa só teve acesso depois das 17h, quando o coletivo tinha acabado. Apesar da ausência de Maikon Leite, o treinador armou o time no esquema 4-3-3 para encaixar Zé Eduardo no time.

Com a estreia de Arouca e a volta de Elano (suspenso na rodada passada), Adilson vai armar o meio de campo com Arouca, Adriano ou Possebon e Elano e escalar o ataque com Zé Eduardo, Keirrison e Diogo. Outro que perdeu o lugar na equipe foi o meia Robson. O time titular do coletivo desta quarta teve Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Possebon e Adriano; Zé Eduardo, Keirrison e Diogo.

Na coletiva de imprensa, Adilson disse que recebeu importantes informações do auxiliar-técnico Marcelo Martelotte que assistiu a alguns jogos do Deportivo Táchira, mas disse que no momento tem que pensar no Noroeste. "Se perdermos o jogo vão dizer que estávamos com a cabeça na Libertadores. Mas, ele (Martelotte) filmou, tirou fotografias, fez observações e me passou muita coisa. Quem marca, como marca, quem faz gol", afirmou o comandante santista.

Internamente, ele vem procurando controlar a ansiedade dos jogadores. Até titulares dizem que não sabem o que o treinador está pensando e se estão na lista. Adilson vai usar o prazo limite para divulgar a lista dos 25 inscritos na Conmebol para a fase de grupos. E dos 25, sete não viajam para a Venezuela. Paulo Henrique Ganso, Jonathan e Charles já estão fora da delegação.

"Já tenho tudo na cabeça. Fiz a relação dos inscritos e dos viajam, mas só vamos divulgar depois", afirmou. O meia promete estar pronto para o segundo jogo da Libertadores, contra o Cerro Porteño, do Paraguai, dia 2 de março, na Vila Belmiro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantosMaikon Leite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.