Com dores na panturrilha, Marcos Rocha vira dúvida do Atlético-MG para quarta

O lateral-direito Marcos Rocha se tornou dúvida de última hora do Atlético-MG para o confronto decisivo diante do Inter, nesta quarta, às 22h, no Beira-Rio, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. No aquecimento para o treino de reconhecimento do estádio colorado, na noite desta terça, o jogador sentiu uma fisgada na panturrilha esquerda e precisou deixar a atividade.

Estadão Conteúdo

12 de maio de 2015 | 21h21

Após o ocorrido, Marcos Rocha iniciou tratamento com gelo imediatamente depois de ter sido examinado pelo médico do clube, Rodrigo Lasmar. O técnico Levir Culpi, porém, encarou o problema com naturalidade, até pelo fato de que o lateral já foi substituído por quatro vezes por causa de lesões nesta Libertadores, sendo duas delas contra o Colo-Colo e outras duas contra o Atlas.

Caso não reúna condições de jogo, Marcos Rocha dará lugar a Patric, assim como já aconteceu nos confrontos em que o titular desfalcou a equipe na competição continental. "Acontece. A gente tem que estar preparado. Vou adiantar que dormirei tranquilo. Vou dormir igual um bebê, acordando de duas em duas horas e chorar (risos). Quem sabe ele não melhora. Numa dessa ele melhora", disse Levir, em entrevista à Rádio Itatiaia, ao comentar a lesão do lateral.

No trabalho desta noite de terça, Levir não deu pistas sobre o time que mandará a campo no Beira-Rio, pois a atividade foi de caráter recreativo, com a disputa de um rachão, e também contou com alguns atletas treinando finalizações. O certo é que o meia Guilherme, recuperado de lesão muscular, treinou normalmente e mostrou que está pronto para defender a equipe atleticana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.