Com Dorival Júnior ameaçado, Vasco encara Atlético-MG

Ameaçado de demissão, Dorival Júnior, do Vasco, pode ser mais um técnico a cair no Campeonato Brasileiro se o seu time não conseguir um resultado convincente contra o campeão da Copa Libertadores, o Atlético Mineiro, neste domingo, às 18h30, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 23.ª rodada. O clube carioca ocupa a zona de rebaixamento da competição e a crise se acentua com a proximidade da eleição para novo presidente, no ano que vem.

AE, Agência Estado

22 de setembro de 2013 | 09h44

Os bastidores do clube estão cada vez mais agitados e o nome de Eurico Miranda, adversário do atual presidente Roberto Dinamite, surge como uma opção forte para reassumir o comando, principalmente se o Vasco for rebaixado. Além disso, há o problema crônico de salários atrasados e a irritação pública de seus atletas com esse e outros problemas - falta de estrutura em São Januário, que precisa de obras internas, por exemplo.

O Vasco entra em campo sob pressão. Perdeu o último confronto, contra o Vitória, de virada, atuando no Rio de Janeiro, no meio de semana. O protesto dos torcedores foi intenso e a segurança teve de ser reforçada para que os jogadores e dirigentes deixassem São Januário.

Para piorar a situação, o STJD decidiu na última quinta-feira que os próximos quatro jogos que o Vasco tem direito como mandante não vão poder ser disputados no Rio de Janeiro - terão de ser no mínimo a 100 quilômetros de distância da cidade. Isso por causa da briga entre vascaínos e corintianos em 25 de agosto, durante o duelo realizado no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.