Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Com Douglas Luiz, Everton e Vinicius Junior, seleção brasileira está completa em Teresópolis

Tite conta com 24 jogadores convocados para os jogos das Eliminatórias para a Copa contra a Venezuela e Uruguai

Redação, Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2020 | 15h30

A seleção brasileira está completa na Granja Comary. Nesta terça-feira, o volante Douglas Luiz e os atacantes Everton e Vinicius Junior se apresentaram no centro de treinamento, em Teresópolis, e deixaram o técnico Tite com os 24 jogadores que chamou para os jogos contra Venezuela e Uruguai, pelas Eliminatórias da Copa de 2022. Dessa forma, o técnico poderá montar o time sem Coutinho e Neymar, ambos machucados.

Titular nos primeiros dois jogos da seleção nas Eliminatórias - vitórias sobre a Bolívia (5 a 0, em São Paulo) e o Peru (4 a 2, em Lima), Douglas Luiz comentou sobre a expectativa para os confrontos. "Estou muito feliz de mais uma vez poder estar aqui com o Brasil. Agora é descansar um pouco da viagem e mais tarde fazer o primeiro treino. Estou preparado, vim para ajudar mais uma vez o professor", disse o meio-campista que atua no Aston Villa, da Inglaterra, sem evitar o lugar-comum.

A seleção fez nesta terça pela manhã um trabalho físico. No período da tarde, faz seu segundo treino com bola. Tite espera moldar a formação que vai enfrentar o time venezuelano do santista Soteldo. O Brasil entra em campo na sexta-feira contra a Venezuela, às 21h30, no Morumbi, em São Paulo. O jogo vale pela terceira rodada das Eliminatórias. Na próxima terça, às 20 horas (de Brasília), o desafio será contra o Uruguai, no Estádio Centenário, em Montevidéu. Brasil e Argentina têm 100% de aprovetamento nas Eliminatórias, que levam os quatro primeiros colocados para o Catar. 

A preparação da seleção será na Granja Comary, onde fica até quinta-feira. Depois, o elenco viaja a São Paulo para enfrentar os venezuelanos, permanecendo na cidade até segunda-feira. Os treinos na capital paulista serão no CT do São Paulo, na Barra Funda. Na sequência, a equipe embarca para Montevidéu, onde encara os uruguaios. O Uruguai vai ser o prmeiro grande adversário do time de Tite, uma vez que ele já passou por Peru e Bolívia, teoricamente dois dos mais fracos do torneio.

Neymar, mesmo machucado, não foi cortado do grupo. Tite preferiu ter o jogador em fase de recuperação no elenco. Ele não atua contra a Venezuela. Espera-se que possa jogar diante do Uruguai, fora de casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.