Com Douglas machucado, argentino pede e usará a camisa 10 do Grêmio

Gastón Fernández usará camisa do titular lesionado

O Estado de S.Paulo

14 de março de 2017 | 14h22

O meia argentino Gastón Fernández acredita que jogar com a camisa 10 é especial. Por isso, ele pediu ao meia Douglas, dono dela, para que pudesse jogar com o número 10 às costas enquanto o titular se recupera de uma grave lesão no joelho. Foi atendido e, nesta terça-feira, apresentado com a 10.

"Tenho uma camisa com um número muito representativo e vou tentar ser o mesmo jogador que o Douglas. Hoje tenho a possibilidade de cuidar dessa camiseta e estou muito feliz. À torcida, digo que me entregarei ao máximo para ajudar meus companheiros a conseguir os objetivos traçados para este ano", disse o argentino, em entrevista coletivo.

Gastón, conhecido pelo apelido "La Gata", estava na Universidad Católica e assinou contrato de dois anos. Aos 33 anos, ele chega a Porto Alegre trazendo no currículo um título de Libertadores, de 2009, pelo Estudiantes. Agora, quer repetir o feito, colocando-se à disposição de Renato Gaúcho.

"Minhas características são de um jogador ofensivo. Posso ser a ligação entre os atacantes e os volantes. Gosto de estar sempre próximo ao gol para marcar. Mas quero ser útil ao treinador, para que ele confie em mim quando precisar. Na última passagem pelo Estudiantes era um armador, mas também um jogador que gostava de chegar ao gol. Eu não sou um jogador de ficar contente apenas com um passe, gosto também de fazer gols. E tomara que a torcida possa ver o melhor de mim", completou. Ele deve estrear contra o Brasil de Pelotas, nesta quarta, pelo Campeonato Gaúcho.

Tudo o que sabemos sobre:
GrêmiofutebolGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.