Divulgação/ Coritiba FC
Divulgação/ Coritiba FC

Com dúvida na escalação, Coritiba enfrenta Sport para encerrar série negativa

Equipe do Alto da Glória vê Sport como rival direto na luta contra o rebaixamento

Redação, Estadão Conteúdo

13 de dezembro de 2020 | 13h51

Com dúvida na escalação, o Coritiba vai enfrentar o Sport às 18h15 deste domingo, na Ilha do Retiro, no Recife, em busca de encerrar sua série negativa no Brasileirão. O time paranaense não vence há cinco jogos e inicia a 25ª rodada correndo o risco até de terminar o fim de semana na última colocação da tabela.

O Coritiba começou a rodada com 21 pontos, na antepenúltima posição da tabela, à frente apenas de Botafogo e Goiás. Mesmo que escape da lanterna, a equipe paranaense quer evitar que os times acima não disparem, dificultando sua eventual saída da zona de rebaixamento.

Para o duelo deste domingo, o técnico Rodrigo Santana saberá somente de última hora se poderá contar com o meia Giovanni Augusto. Um dos principais jogadores do time, o meio-campista foi desfalque na rodada passada, no empate sem gols diante do Bragantino. E ficou de fora de quatro treinos realizados ao longo da semana.

O clube, contudo, evitou descartá-lo. Ele será reavaliado fisicamente faltando poucas horas para o jogo deste domingo. Se ficar de fora, o jogador deve ser substituído por Neílton. Yan Sasse corre por fora para receber uma oportunidade neste fim de semana.

O treinador tem como baixas certas para o duelo no Recife o lateral-esquerdo William Matheus e os volantes Matheus Sales e Matheus Galdezani. Todos vão cumprir suspensão após terem recebido o terceiro cartão amarelo na rodada passada.

O meia Mattheus Oliveira é o mais cotado para substituir William Matheus - ele já atuou nesta posição em outros momentos. Hugo Moura e Matheus Bueno podem aparecer no meio-campo titular. Outras opções de Rodrigo Santana para o setor são Nathan Silva e Henrique Vermudt.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.