Felipe Oliveira/Bahia
Felipe Oliveira/Bahia

Com dúvidas, Bahia tenta segurar o Vasco em confronto em São Januário

Roger Machado não poderá contar com Artur Victor, convocado para a seleção olímpica; Élber e Arthur Caíke são as opções para o ataque

Redação, Estadão Conteúdo

07 de setembro de 2019 | 08h02

O Bahia encerrou sua preparação para o jogo contra o Vasco com o técnico Roger Machado ainda com dúvidas no meio-campo e no ataque em sua escalação. As equipes se enfrentam às 11 horas deste sábado, em São Januário, pela 18.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador não poderá contar com o atacante Artur Victor, convocado por André Jardine para a seleção olímpica. Élber e Arthur Caíke são as opções para o setor.

Outra dúvida é se mantém a trinca no meio-campo com jogadores mais defensivos, formada por Gregore, Flavio e Ronaldo. Guerra é uma opção para deixar o setor mais ofensivo e, caso se concretize, Ronaldo deve sair.

"Contra o Atlético-MG, optamos por Ronaldo e a estratégia foi bem-feita. Depois teve a entrada do Guerra para fazer a manutenção do placar, não nos tornando excessivamente defensivos, quando o adversário iria partir para cima para recuperar o prejuízo", analisou Roger Machado, em entrevista coletiva.

O treinador ainda garantiu que o Bahia vai buscar a vitória durante os 90 minutos, mas não negou que um empate, em São Januário, também estaria de bom tamanho para as pretensões do clube na temporada.

"A gente sabe que o Vasco vai nos pressionar desde o início, então eu tenho que ter um meio forte, mas não posso deixar de jogar. Em nenhum momento, a gente entra para não ganhar. A gente sempre pensa no triunfo. Em alguns momentos, no decorrer da partida, o empate pode passar a ser um bom resultado", completou.

O Bahia entra na 18ª rodada defendendo uma invencibilidade de sete jogos. O clube tricolor está na oitava posição da tabela, com 27 pontos, mesma pontuação do Internacional, o primeiro dentro da zona de classificação para a Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.