Divulgação/Inter
Divulgação/Inter

Com Edenilson, Inter embarca para tentar reverter desvantagem na Copa do Brasil

Clube gaúcho conta com o possível reforço do volante para enfrentar o América-MG, fora de casa, após derrota na ida

Redação, Estadão Conteúdo

17 de novembro de 2020 | 15h56

Em situação complicada na Copa do Brasil, o Internacional pode ter o reforço do volante Edenilson nesta quarta-feira, na partida contra o América-MG, em Belo Horizonte, pela volta das quartas de final. O time gaúcho perdeu o jogo da ida por 1 a 0, no Beira-Rio, na semana passada.

Edenilson parecia ter poucas chances de entrar em campo após deixar a partida contra o Santos, no fim de semana, com dores no joelho direito. Mas, como os exames não detectaram lesão, o jogador poderá jogar no Independência. Ele ainda apresenta desconforto na região e será reavaliado horas antes da partida desta quarta.

O volante embarcou com a delegação colorada nesta terça para a capital mineira. O reforço traz alívio ao técnico Abel Braga, que já enfrenta outros problemas de desfalques. São baixas certas o zagueiro Rodrigo Moledo e o atacante Abel Hernández, ambos machucados. Patrick e Nonato seguem fora porque testaram positivo para covid-19.

O meia Maurício é desfalque porque já disputou jogo na Copa do Brasil por outro time, ao defender o Cruzeiro no início da competição. A lista de ausências poderia ser maior, caso o Inter não tivesse planejado o retorno rápido de Thiago Galhardo, convocado para a seleção brasileira.

Com Galhardo como opção no banco de reservas, o Brasil enfrentará o Uruguai na noite desta terça, em Montevidéu. O Inter fretou voo para que o artilheiro se junte à delegação colorada na manhã de quarta, a poucas horas do início do jogo no Independência. Galhardo deve viajar de madrugada.

Após a derrota no jogo de ida, o Inter precisa vencer por dois gols de diferença para alcançar a semifinal. Se o triunfo for por apenas um gol de vantagem, a vaga será decidida nos pênaltis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.