Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Com queda do Brasil, Neymar perde dois jogos das Eliminatórias

Atacante terá de cumprir suspensão e só estreará na terceira rodada

Estadão Conteúdo

27 de junho de 2015 | 21h13

A eliminação precoce do Brasil na Copa América, definida neste sábado com a derrota para a seleção paraguaia na disputa de pênaltis, trará um efeito colateral para a equipe dirigida por Dunga. O atacante Neymar terá que cumprir ainda dois jogos de suspensão automática, nos primeiros jogos da equipe nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018.

Neymar foi expulso no segundo compromisso do Brasil na Copa América, a derrota por 1 a 0 para a Colômbia, recebendo o cartão vermelho do árbitro Enrique Osses após o fim do duelo, por várias confusões que se envolveu ao término do confronto. E, em julgamento, a Conmebol impôs uma suspensão de quatro jogos ao atacante do Barcelona.

Havia uma dúvida se a suspensão só poderia ser cumprida na Copa América. Mas a Fifa informou à Conmebol na tarde da última terça-feira que a pena de quatro jogos imposta a Neymar por causa da expulsão no jogo contra a Colômbia precisa ser cumprida nos próximos jogos oficiais da seleção brasileira.

Assim, como a seleção só disputou duas partidas na Copa América - os duelos com Venezuela e Paraguai -, Neymar ainda não cumpriu todo o gancho imposto pela Conmebol. Desse modo, a seleção vai abrir a sua participação nas Eliminatórias sem o seu principal jogador, que também não poderá entrar em campo no segundo compromisso da equipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.