Com esperança renovada, o Atlético-GO quer outra vitória para se manter vivo

Lanterna da competição, equipe ainda tem chances matemáticas de escapar do rebaixamento

Estadao Conteudo

19 Novembro 2017 | 07h54

A palavra no Atlético Goianiense é esperança. Lanterna do Campeonato Brasileiro desde a 10.ª rodada, o time esboça uma reação nesta reta final e ainda tem chances matemáticas de escapar do rebaixamento. Mas, para isso, não pode mais perder nenhum jogo. Depois de bater o Botafogo por 2 a 1 no Rio de Janeiro, o time do técnico João Paulo Sanches recebe a Chapecoense neste domingo, às 17 horas, no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, pela 36.ª rodada.

+ Palmeiras estuda contratações para reforçar a lateral direita

Com 33 pontos, o Atlético Goianiense está a seis do Vitória, primeiro clube fora da zona de rebaixamento, restando nove pontos em disputa. Se perder, o time goiano tem que torcer para derrotas de Vitória ou Ponte Preta, também ameaçados, para seguir vivo na disputa. Os baianos recebem o Cruzeiro, em Salvador, e os paulistas jogam contra o Fluminense, no Rio de Janeiro.

Em entrevista coletiva, o meia Jorginho pediu calma para os companheiros. "A gente conseguiu emplacar duas vitórias, algo que não tínhamos feito no campeonato. Vamos em busca enquanto tivermos chances. É pensar em um jogo de cada vez. Não adianta pensar no Grêmio e no Fluminense, mas focar apenas na Chapecoense. Creio que estamos no caminho certo", disse um dos líderes do time.

Para este jogo, o Atlético Goianiense não deve ter mudanças. "Temos que ter paciência. O adversário vai esperar, é preciso ter cautela e atacar no momento certo. Não será fácil. A Chapecoense é sempre um time muito difícil, porém temos que manter os pés no chão e fazer o melhor jogo possível. A gente entra sem responsabilidade. Foi assim nos últimos jogos. Quando você entra sem essa responsabilidade, as coisas acontecem naturalmente. Acho que estamos no caminho certo", completou Jorginho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.