Norberto Duarte / AFP
Norberto Duarte / AFP

Com exposição dos patrocinadores e ativações, Corinthians busca tri da Libertadores Feminina

Final única contra o Independiente Santa Fé no Uruguai chama atenção das marcas anunciantes; especialistas avaliam consolidação da modalidade

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

21 de novembro de 2021 | 05h00

Corinthians e Independiente Santa Fé, da Colômbia, se enfrentam neste domingo, às 20h (horário de Brasília), na final da Copa Libertadores Feminina de 2021. A equipe brasileira quer conquistar o tricampeonato (faturou em 2017 e 2019) para manter o domínio do Brasil na competição - são três títulos nas últimas quatro edições - contra um adversário que busca o primeiro título continental.  

O Alvinegro chega para esta decisão com 100% de aproveitamento. Foram cinco vitórias. Na semifinal, o Corinthians atropelou o Nacional, do Uruguai, por 8 a 0. As colombianas venceram apenas dois jogos na competição, avançando com triunfos nos pênaltis sobre dois times brasileiros: o Avaí Kindermann, nas quartas de final, e a Ferroviária, na semifinal.

A Conmebol manteve o regulamento da competição, mas alterou o formato da decisão. Com as fases iniciais sediadas no Paraguai, o jogo pelo título será em Montevidéu, no estádio Gran Parque Central. O jogo único na capital uruguaia atraiu o interesse de patrocinadores no evento.

Para Felipe Soalheiro, diretor da SportBiz Consulting, agência especializada em marketing esportivo, o jogo em campo neutro é importante para alavancar o aporte financeiro da modalidade e representa um grande passo. "Além da visibilidade adicional, natural pela presença concentrada de veículos de imprensa, marcas que patrocinam tanto as edições masculina quanto feminina da Libertadores, caso de Santander e Gatorade, podem criar ativações conectando ambas finais, elevando o futebol feminino a um novo patamar."

Nas últimas temporadas, o Campeonato Brasileiro se consolidou como a principal competição do calendário. Em 2021, o torneio contou com mais de 134 partidas, com destaque para as transmissões na TV aberta, YouTube e TikTok. Na primeira partida entre Palmeiras e Corinthians, mais de 300 mil espectadores únicos acompanharam a decisão nas redes sociais.

"A cada ano, o futebol feminino ganha mais espaço no cenário esportivo. O fortalecimento do torneio nacional é um grande avanço, mas precisamos de mais atenção para preencher o calendário. Além disso, a atenção para as futuras jogadoras é essencial, como a melhoria nas condições de trabalho e o incentivo à prática do esporte", afirma Marcello Cordeiro Sangiovanni, presidente da FIFOS, organizador do Brasil Ladies Cup, torneio que reunirá as principais equipes sul-americanas em São Paulo, em dezembro.

O Corinthians conquistou diversos títulos e virou uma das referências no continente. Durante a comemoração do aniversário do clube, a diretoria anunciou dois patrocinadores exclusivos para a modalidade. De acordo com o Renê Salviano, especialista em marketing esportivo, o investimento das grandes agremiações é fundamental para alavancar a modalidade. 

"A presença das principais equipes do futebol nacional é fundamental para a atratividade da competição. As agremiações carregam milhares de fãs espalhados por todo o território. Para obter sucesso, a modalidade precisa do apoio de todas as partes envolvidas", afirmou o executivo.

Durante as finais do Brasileirão, o Corinthians lançou uma camisa oficial do futebol feminino, algo inédito no Brasil. Na cor roxa, o modelo é uma homenagem a todas as mulheres que buscam seu espaço dentro do esporte. 

"O futebol feminino está se consolidando no Brasil, é um orgulho acompanhar todo esse projeto. Em nosso planejamento, temos alguns lançamentos programados para o público feminino. Sabemos que o caminho é longo, mas a Volt busca tratar o esporte sem distinção de gênero", ressalta Fernando Kleimmann, sócio-diretor da Volt Sport.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.