Divulgação
Divulgação

Seleção olímpica goleia República Dominicana por 6 a 0 em Manaus

Gabriel Jesus e Gabigol marcaram para o Brasil

Estadão Conteúdo

09 Outubro 2015 | 23h13

Contra um adversário frágil e inexperiente, ficou muito fácil para o Brasil. Nesta sexta-feira, a seleção olímpica, formada por jogadores sub-23, sem qualquer problema goleou a República Dominicana por 6 a 0, na Arena Amazônia, em Manaus, em mais um amistoso de preparação para os Jogos do Rio, em 2016. O domínio foi do início ao fim e o placar do primeiro tempo (3 a 0) já mostrava a grande superioridade brasileira.

O jogo desta sexta-feira foi o segundo da seleção olímpica - no primeiro, em setembro, perdeu para a França por 2 a 1, na Europa. Nesta segunda-feira, novamente na capital do Amazonas, a equipe enfrenta o Haiti em mais um amistoso. O jogo começará às 19 horas (de Brasília).

Assim como aconteceu na França, o Brasil foi dirigido pelo técnico Rogério Micale, auxiliar de Dunga que substituirá o "titular" quando os jogos das seleções principal e olímpica tiverem jogos em datas próximas, como é o caso nesta data-Fifa de outubro.

Em campo, Rogério Micale optou por uma formação bastante ofensiva. Lucas Silva, do Olympique de Marselha (França), e Fred, do Shakhtar Donetsk (Ucrânia), foram os volantes escolhidos para iniciar a partida, especialmente por suas características mais técnicas, que priorizariam a posse de bola. À frente, Felipe Anderson (Lazio), Gabriel Jesus (Palmeiras) e Kenedy (Chelsea) alternavam bastante de posição para abrir espaços e criar jogadas para Luan (Grêmio), que estava no comando do ataque.

O resultado disso foram boas jogadas e gols. Após perder duas boas oportunidades, Gabriel Jesus aproveitou falha da defesa adversária e abriu o placar. Maicon (Livorno), que atuou improvisado na lateral esquerda, aproveitou bom lançamento de Doria (Granada) e marcou o segundo gol da seleção. Antes do intervalo, Luan fez o terceiro.

Na segunda etapa, Rogério Micale aproveitou para fazer alguns testes na equipe. Entre os jogadores que estavam na reserva, destaque para Gabriel (Santos) e Valdivia (Internacional), que tiveram oportunidade de mostrar serviço. O meia colorado, com apenas cinco minutos em campo, anotou mais um gol, aumentando a goleada para 4 a 0. Fred, um dos poucos titulares a permanecer em campo o tempo todo, acertou lindo chute de fora da área e ampliou para 5 a 0. Gabriel fechou a goleada no final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.