Natacha Pisarenko
Natacha Pisarenko

Com falha de Marcelo Lomba, Inter cede empate ao River Plate nos acréscimos

Resultado faz com que o time gaúcho fique fora da briga para ter a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2019 | 00h20

O Internacional viu a vitória sobre o River Plate, no Monumental de Núñez, escapar pelas mãos de Marcelo Lomba nesta terça-feira. Com uma falha do goleiro já nos acréscimos do segundo tempo, o time gaúcho ficou no empate por 2 a 2, em partida válida pela última rodada do Grupo A da Copa Libertadores.

Os dois times entraram em campo classificados. Apesar de ter terminado na liderança do Grupo A, com 14 pontos, o Inter estava em busca da melhor campanha, mas isso não será possível, já que o Cruzeiro tem 15 e ainda entra em campo pela rodada final fase de grupos. O River foi o segundo colocado, com dez.

A falha de Marcelo Lomba já nos acréscimos, porém, não estraga a grande partida feita pelo Inter, que poupou jogadores importantes - Patrick, Edenilson e Guerrero - e mesmo assim foi superior ao River Plate. Destaque para o experiente Rafael Sóbis, autor de dois gols.

Apesar de ainda buscar o primeiro lugar na classificação geral, o Inter poupou alguns jogadores titulares, mas não sentiu a pressão no Monumental de Núñez e procurava valorizar a posse da bola. Isso dificultava a vida do River Plate, que só foi conseguir finalizar aos 17 minutos.

Mayada recebeu pelo lado direito, cortou para o meio e bateu fraco nas mãos de Marcelo Lomba. Na sequência, Ferreira cobrou falta de longa distância e assustou o goleiro.

A partida ganhou em emoção com uma grande chance para cada lado. Aos 27, Nico López recebeu lançamento de Rodrigo Lindoso, ganhou na velocidade dos zagueiros e bateu para boa defesa de Armani. No minuto seguinte, Lucas Pratto chutou e Marcelo Lomba defendeu. O rebote sobrou para o atacante, que cruzou na segunda trave. Ferreira cabeceou e Rodrigo Moledo salvou quase em cima da linha.

O River Plate abriu o placar aos 34 minutos. Palacios deu belo passe para Julián Álvarez, que viu Marcelo Lomba adiantado e bateu por cobertura. O atacante estava em posição duvidosa, mas Rodrigo Moledo não deveria ter parado no lance pedindo impedimento.

O gol inflamou a torcida e o time argentino, que criou duas chances seguidas para ampliar. De La Cruz finalizou rasteiro e Lomba foi buscar no cantinho. Depois, Palacios mandou por cima. Aos 43, Rafael Sóbis chutou de muito longe, a bola fez curva e enganou Armani para deixar tudo igual em Buenos Aires.

Os dois times voltaram com as mesmas formações do intervalo e o Inter foi o responsável por criar o primeiro lance de perigo do segundo tempo. Iago cruzou e Nico López bateu de primeira. A bola desviou na zaga e saiu raspando o travessão de Armani.

A resposta veio em chute colocado de Lucas Pratto. Marcelo Lomba só torceu e viu a bola ir pela linha de fundo. O jogo era aberto, com os dois times buscando o gol. Aos 13, o árbitro viu puxão de Lollo em Rodrigo Moledo dentro da área e assinalou pênalti. Rafael Sóbis cobrou forte, Armani ainda acertou o canto, mas não conseguiu defender.

O River Plate sentiu o gol e viu o Inter quase ampliar em chute de Nonato por cima do travessão. Depois, De La Cruz arriscou rasteiro e a bola passou muito próxima ao gol. Como o time argentino se lançou ao ataque, Odair Hellmann apostou na velocidade de William Pottker. Cansado, Rafael Sóbis foi quem deixou o gramado.

Aos 40, Odair Hellmann colocou D'Alessandro no lugar de Nico López. O camisa 10 foi aplaudido por todos presentes no Monumental de Núñez, onde iniciou a carreira. E quando parecia que o Inter venceria, o River buscou o empate com Lucas Pratto. Após cruzamento para a área, Marcelo Lomba falhou ao tentar segurar e soltou a bola nos pés do atacante, que não desperdiçou.

FICHA TÉCNICA

RIVER PLATE 2 X 2 INTERNACIONAL

RIVER PLATE - Armani; Mayada, Rojas, Lollo e Angileri; Zuculini (Enzo Perez), Cristian Ferreira (Ignázio Fernández), Palacios (Carrascal) e De La Cruz; Julián Alvarez e Lucas Pratto. Técnico: Marcelo Gallardo.


INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Rodrigo Lindoso, Nonato (Patrick), Guilherme Parede e Nico López (D'Alessandro); Rafael Sóbis (William Pottker). Técnico: Odair Hellmann.


GOLS - Alvarez, aos 34, e Rafael Sóbis, aos 43 minutos do primeiro tempo; Rafael Sóbis, aos 13, e Lucas Pratto, aos 47 minutos do segundo tempo

ÁRBITRO - Piero Maza (Fifa/Chile).

CARTÕES AMARELOS - Lucas Pratto e Lollo (River Plate); Victor Cuesta, Rodrigo Moledo e Rafael Sóbis (Internacional).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires (Argentina).

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.