Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Com Felipão, Grêmio muda para enfrentar o Flamengo em casa

Depois de comandar o treino por 20 minutos com portões fechados, Felipão fez um exercício tático em campo reduzido

Wagner Machado, Estadão Conteúdo

07 de dezembro de 2014 | 07h05

Para enfrentar o Flamengo, o Grêmio conseguiu uma vitória fora do campo. Embora o técnico Felipão tenha sido punido com três jogos de suspensão pelas reclamações durante o jogo contra o Cruzeiro, ele poderá comandar do banco de reservas o time tricolor neste domingo, às 17 horas, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, na 38.ª e última rodada do Brasileirão.

Já a sexta-feira que seria marcada pela despedida das atividades da equipe principal no estádio Olímpico, reservou frustração para muitos torcedores pois o treinamento foi transferido para a Arena. Alegando motivos de segurança, a direção gremista mudou o local por temer que muitos gremistas pudessem comparecer ao Olímpico. A medida ocorreu porque o estádio não tem mais capacidade para receber um grande número de torcedores com segurança, em razão do local estar em fase de demolição.

Depois de comandar o treino por 20 minutos com portões fechados, Felipão fez um exercício tático em campo reduzido com 12 atletas em cada equipe. Sem contar com Pedro Geromel, que passou por cirurgia, o técnico promoveu o retorno de Werley ao lado de Rhodolfo. Barcos atuou junto com os reservas ao lado de Luan no ataque. Já Zé Roberto foi escalado no meio de campo titular para dar espaço a Marcelo Hermes na lateral esquerda. Ramiro treinou separado.

Detentor do sétimo lugar no Campeonato Brasileiro, com 60 pontos, o Grêmio pode chegar a 63 e terminar em quinto lugar. Se assim for, estaria garantido nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2015.

FLAMENGO

Com um time repleto de reservas, o Flamengo quer uma despedida honrosa do Campeonato Brasileiro. O técnico Vanderlei Luxemburgo pediu empenho aos atletas e já avisou ao grupo que a partida vai servir para definir a permanência de alguns no elenco para a temporada de 2015. Por isso, a opção por vários suplentes.

O Flamengo já deu férias para 13 jogadores e anunciou a saída do zagueiro Chicão. O time rubro-negro viveu um ano conturbado e esteve seriamente ameaçado de cair pela primeira vez à segunda divisão nacional. Com a chegada de Luxemburgo, iniciou uma reação e deixou a lanterna da competição para ocupar a faixa intermediária da tabela de classificação.

Esse foi o principal desafio do clube no segundo semestre e, uma vez livre do descenso, houve um relaxamento do time nas últimas partidas. Isso também pesou para as mudanças no jogo deste domingo. No ataque, por exemplo, estão escalados Arthur e Elton, dois jogadores pouco vistos pela torcida durante 2014.

"Temos a rivalidade (contra o Grêmio) e é importante terminar bem a temporada", declarou Luxemburgo. Sobre o time que vai atuar na Arena Grêmio, disse que aposta na motivação dos escolhidos. "É um time que não teve a oportunidade de jogar junto". Ele ressaltou que vestir a camisa do Flamengo só engrandece qualquer atleta de futebol.

O goleiro Cesar, de 22 anos, vai substituir Paulo Victor e terá a sua segunda chance no profissional do Flamengo. Só havia jogado no ano passado, no empate com o Cruzeiro (1 a 1), pelo Brasileirão, no Maracanã.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoGrêmioFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.