Andreu Dalmau/EFE
Andreu Dalmau/EFE

Com filhos de Mazinho, Barcelona goleia BATE pela Copa dos Campeões

Técnico Pepe Guardiola popou os titulares para o Mundial e o clássico contra o Real

AE, Agência Estado

06 de dezembro de 2011 | 19h48

BARCELONA - Preocupado com o clássico de sábado contra o Real Madrid e com o Mundial de Clubes do Japão, o Barcelona usou seu time C para enfrentar o BATE Borisov, nesta terça-feira, pela Copa dos Campeões. Mesmo com uma equipe recheada de juniores, goleou o time bielo-russo por 4 a 0 em seu último jogo na fase de grupos da competição continental. O Milan também vencia até os 48 do segundo tempo, com gols dos brasileiros Alexandro Pato e Robinho, mas cedeu o empate em 2 a 2 para o Viktoria Plzen, na República Checa.

A equipe do Barcelona que entrou em campo no Camp Nou nesta terça-feira tinha seis jogadores que normalmente são reservas no time de Pep Guardiola: Pinto, Fontás, Maxwell, Thiago, Cuenca e Pedro. Os demais, inclusive do banco (exceção a Piqué, que nem entrou), eram do Barcelona B, inclusive Rafinha, que jogou pela primeira vez ao lado do irmão Thiago Alcântara para felicidade do pai Mazinho.

O primeiro gol do Barcelona nasceu dos pés de Thiago. Ele acertou passe perfeito para Pedro, que escorou para Sergi Roberto marcar da entrada da área, aos 35 minutos do primeiro tempo. Joia da base catalã, Cuenca criou os outros três gols, todos na etapa final. Foi dele os passes para Montoya e Pedro marcarem e também foi o jovem 20 anos que foi derrubado no pênalti que Pedro converteu para fechar o placar.

MILAN CEDE EMPATE

Na República Checa, o Milan também poupou diversos titulares e não foi competente. Dupla de ataque do time italiana, Alexandre Pato e Robinho marcaram dois gols em sequência, aos 2 e aos 3 minutos da etapa final. O resultado parecia garantir a vitória, mas Bystron, aos 44, e Duris, aos 48, deixaram tudo igual.

Com o Barcelona garantido na primeira colocação (somou 16 pontos) e o Milan na segunda (foi a nove), a última rodada do Grupo H servia apenas para definir o terceiro colocado da chave, que recebe uma vaga na Liga Europa como consolo. E o posto ficou com o Viktoria Plzen, que ficou com cinco pontos. O BATE terminou em último, com dois.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.