Sergio Perez/Reuters
Sergio Perez/Reuters

Com final única em 2019, Libertadores 'europeia' conhece seus grupos em sorteio

Próxima edição do torneio sul-americano será a primeira com final nos moldes da Liga dos Campeões

Renan Cacioli, O Estado de S.Paulo

17 de dezembro de 2018 | 04h30

A 60ª edição da Copa Libertadores começa nesta segunda-feira para Palmeiras, Flamengo, Internacional, Grêmio, Cruzeiro, Athletico Paranaense, São Paulo e Atlético-MG. A partir das 21h30 (de Brasília), a Conmebol realizará os sorteios dos grupos e das fases preliminares em sua sede, em Luque, no Paraguai. A grande novidade na edição de 2019 será a final em jogo único, marcada para o Estádio Nacional, em Santiago, no Chile, no dia 23 de novembro.

A tentativa de dar um toque europeu ao seu torneio mais nobre, definindo o campeão em campo neutro, foi justificada pela entidade como forma de "promover o desenvolvimento esportivo do futebol sul-americano, por meio de maiores recursos, mais investimentos e melhores padrões em todos os níveis", conforme declarou o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, em agosto, quando se anunciou o novo formato.

Por ironia do destino, o sorteio desta noite de segunda-feira se dá dias após o maior vexame da história da Libertadores, que obrigou River Plate e Boca Juniors a decidirem a taça justamente na Europa, em Madri, após a série de tumultos na Argentina que adiaram por duas vezes o último jogo da recém-encerrada edição.

Até pelo atraso - a final, marcada para 24 de novembro, foi jogada em 9 de dezembro -, a Conmebol só atualizou seu ranking de clubes às vésperas do evento desta segunda. É baseado nele que os times são divididos no sorteio. Para a fase de grupos, estão separados em quatro potes. O ranking leva em conta o desempenho nas últimas dez edições da Libertadores, o cálculo de um coeficiente histórico baseado em todas as participações da equipe no torneio e ainda na performance desta nas últimas dez edições dos campeonatos nacionais. 

Atual campeão, o River estará automaticamente no pote 1, ao lado dos sete melhores ranqueados - a princípio, Boca, Grêmio, Nacional-URU, Peñarol-URU, Palmeiras, Cruzeiro e Olímpia-PAR. No segundo pote ficam o campeão da Copa Sul-Americana (Athletico Paranaense) e outras sete equipes entre a nona e a 15ª posição do ranking - Flamengo e Internacional estarão nesse bolo.

O terceiro pote estará composto pelos oito clubes seguintes na classificação. Por fim, o pote 4 é reservado aos quatro times posicionados entre o 24º e o 31º lugar do ranking, além das quatro equipes oriundas das fases prévias - se Atlético-MG e São Paulo passarem pelos playoffs, é aí que vão ser encaixados. 

Vale lembrar que a regra do sorteio determina que não pode haver na mesma chave dois ou mais clubes de um mesmo país, a menos que estes venham da fase preliminar da Libertadores. Ou seja, Palmeiras, Grêmio, Cruzeiro, Flamengo, Internacional e Athletico Paranaense obrigatoriamente não vão se cruzar na fase de grupos, mas São Paulo e Atlético-MG correm o risco de cair numa chave que contenha um time brasileiro.

Exceção à decisão, o formato do restante da competição seguirá os moldes de 2018. São 47 participantes ao todo. Seis começarão a primeira fase, na qual se disputam três vagas para a etapa seguinte. Nesta, de onde começarão são-paulinos e atleticanos, vão compor as 16 equipes que duelarão por oito vagas. Deste último funil sairão os quatro integrantes que carimbam lugar na fase de grupos. A Libertadores se estenderá pelo ano todo: começa em 5 de fevereiro e acaba em 23 de novembro.

MAIS BRASIL

Após o sorteio da Libertadores, a Conmebol definirá também os confrontos da próxima Copa Sul-Americana, que interessa a Botafogo, Santos, Bahia, Fluminense, Corinthians e Chapecoense. A exemplo da principal competição do continente, também terá seu campeão decidido em confronto único, em Lima, no Peru, no dia 9 de novembro.

Confira os participantes da edição 2019 da Libertadores:

BRASIL

Cruzeiro

Palmeiras

Flamengo

Internacional

Grêmio

Atlético-PR

São Paulo

Atlético-MG 

ARGENTINA 

Boca Juniors

River Plate 

Godoy Cruz 

San Lorenzo 

Huracán 

Rosario Central 

Talleres 

BOLÍVIA*

Jorge Wilstermann 

The Strongest

San José

Royal Pari

CHILE

Universidad Católica 

Universidad Concepción 

Universidad de Chile 

Palestino 

COLÔMBIA*

Deportes Tolima 

Atlético Nacional 

Independiente Medellín

Junior Barranquilla

EQUADOR

LDU 

Emelec 

Barcelona de Guayaquil 

Delfín 

PARAGUAI

Olimpia 

Cerro Porteño 

Libertad 

Nacional 

PERU

Alianza Lima 

Melgar 

Sporting Cristal 

Real Garcilaso 

URUGUAI

Peñarol 

Nacional 

Danubio 

Defensor Sporting 

VENEZUELA

Deportivo Lara

Zamora 

Caracas 

Deportivo La Guaira 

(*) Países que estão com competições em andamento que podem alterar as posições das equipes no potes do sorteio

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.